Monica Lewinsky
Foto: Photo: James Duncan Davidson/TED

Monica Lewinsky responde crítica de Jennifer Aniston com curtida no Twitter. Entenda!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Monica Lewinsky abordou com discrição um comentário recente de Jennifer Aniston no qual foi citada, não necessariamente de forma positiva. Dias atrás, em entrevista para a revista americana “Variety”, a atriz de 53 anos criticou os influenciadores digitais que se tornam famosos “sem fazer nada”, e usou Lewinsky e Paris Hilton como exemplos dessa realidade que classificou como algo que “está diluindo o trabalho dos atores”.

Apesar de não ter se pronunciado sobre o que Aniston disse, a lendária ex-estagiária da Casa Branca no governo de Bill Clinton (1993-2001) curtiu um tuíte de alguém que acusou a estrela de Hollywood de hipocrisia por sua fala. Lewinsky, vale lembrar, quase derrubou o ex-presidente dos Estados Unidos por conta da revelação de que teve vários encontros sexuais com ele entre 1995 e 1997, todos na então residência oficial do político e em horário de trabalho.

“Mulheres que pregam o empoderamento e ao mesmo tempo inferiorizam uma mulher por causa de seu passado e usam seu nome de forma pejorativa não são nada além de hipócritas”, postou no Twitter Ernest Sewell, que em sua descrição de perfil no microblog se apresenta como anarquista, antirracista e defensor dos direitos LGBT. A postagem dele, feita no último dia 13, recebeu 38 curtidas até agora, uma das quais dada por Lewinsky.

Longe dos holofotes durante anos, Lewinsky, hoje com 48 anos e formada em psicologia, ressurgiu em 2014 como ativista social contra os ataques de haters e o cyberbullying, sendo que do primeiro afirma ter sido vítima na época do escândalo que protagonizou junto com Clinton. Com forte presença nas redes sociais, ela escreve sobre isso para a “Vanity Fair” e desde então viaja pelo mundo dando palestras sobre o tema.

Abaixo, o post de Sewell no Twitter curtido por Lewinsky:

Você também pode gostar