Tito Caloi conta todas as dicas para passar uma temporada em Aspen

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Para os amantes de Aspen e para aqueles que pretendem se arriscar nas neves do Colorado por estes dias, Check-in mostra as dicas do empresário Tito Caloi, que vai todos os anos à estação, e cada dia explora uma montanha diferente. Confira:

Foto: Arquivo Pessoal
Ao contrário do trajeto comum – aeroporto da cidade, que quase sempre está fechado devido ao mau tempo – Tito sugere o aeroporto Eagle/Vail para chegar à Aspen. Por lá mesmo é possível alugar um carro com tração nas 4 rodas para atingir o destino final. O caminho é feito por uma estrada linda, que beira um rio parcialmente congelado, passando por antigas minas do Colorado.
A viagem até a cidade dura cerca de 2h e vale muito a pena, principalmente se o tempo estiver bom. Detalhe: no caminho tem a Target, um hipermercado bem melhor que o Wal Mart, e que dá para abastecer o carro se for preciso.
As estações: Aspen Mountain é o lugar que reúne os top restaurantes e tem o melhor centro, além de ser a montanha mais difícil. Há cinco anos foi liberado o snowboard por lá. "Não é uma boa pedida para quem está começando, mas depois de algumas descidas, perde-se o medo", diz Tito, que prefere esquiar em Aspen só nos dias mais frios porque tem gondola e não passa tanto frio. "É uma cidade autêntica e com História, diferente dos outros resorts, que parecem uma Disney com neve", completa.
Já Snowmass, para ele, é a melhor montanha como opção para um ski em família. Tem todo o tipo de pista e é possível esquiar em grupo, mesmo que os níveis dos praticantes sejam diferentes. Na vila que fica no pé da montanha, dá para encontrar de tudo, desde restaurantes, lojas de equipamentos e roupas, pet shop, e um quiosque que serve crepes e chocolate quente deliciosos. À noite, se ainda tiver forças, a pedida é fugir para Aspen, que fica a meia hora de carro de lá.

Foto: Arquivo Pessoal
Highlands é a melhor montanha para esquiar, além de ser normalmente a mais vazia e sem filas nos lifts, não faz tanto frio. "Esta montanha fica a cinco minutos de Aspen e tem o hotel Ritz Carlton, que é caro, mas muito bom. Também tem uma vista linda sobre o Vale Nevado. Inesquecível!". E, por último, a Butter Milk, ideal para crianças e iniciantes. Mas Tito adianta que é preciso se informar antes de ir, pois, em Janeiro, é nesta montanha que acontecem os X Games, aliás, uma atração diferente para o fim da tarde.
Programinhas básicos: "Conquistar os Bowls e terminar na hora do almoço no melhor restaurante da montanha, o Cloud Nine, com raclette e vinho. Ficar por lá até o restaurante e os lifts fecharem"."Descer toda a montanha, sem escalas e com algumas broncas dos ski patrols".
Terminar o dia na Paradise Bakery tomando café e comendo o melhor cookie da cidade. "É fantástico!". E, para fechar com chave de ouro, relaxar na "jacuzzi" vendo a fumaça se misturar com a neve.
Dica: "O supermercado da cidade é ótimo". Peça no caixa o City Market Value Card – cartão de desconto – provavelmente em português. No ano passado, trabalhavam ali 11 brasileiros durante a temporada.
Para o jantar, seguem as sugestões dos melhores restaurantes no centrinho: "Cache Cachê, um pouco formal, mas vale a pena pelos pratos; Wild Fig, que é supercharmoso e a dica é pedir sugestões do menu para o dono, um sulafricano muito simpático; Matsuhisa que é da mesma cadeia do Nobu, L’hosteria, um italianinho para ir com a família; Steak House, moderníssimo e ótimo para comer um verdadeiro "barbecue"; Piñons, para uma noite especial e o Campo dei Fiori, cantina italiana onde todo mundo se encontra". Quer mais opções? Clique aqui.

por Fernanda Conde Motta