Depois de quatro separações, Domingos de Oliveira fala de amor

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

A conversa de Domingos de Oliveira com Rodrigo Lacerda aqui na Flip foi sobre separações. Tema do qual Domingos pode falar com propriedade, como diz, já que está no quinto casamento.
* Em tom jocoso, ele leu um texto, de própria autoria, sobre a experiência de cinco separações – o cineasta já esteve separado da atual mulher também. Apesar de um pouco ofuscado pela presença de espírito do companheiro de palco, Rodrigo Lacerda também teve bons momentos como quando leu, sério, uma passagem do livro “Outra Vida”. Sobre o título, o neto de Carlos Lacerda acrescentou que nada tem de místico ou espiritual: “Resolvi fugir do autobiográfico, escrever sobre universos que me são alheios.”
* No fim do papo – leve e divertido, é bom que se frise – ficou com a sensação, explicitada pelo experiente Domingos, de que nada se aprende sobre como lidar com separações, pois não há remédio, todas são sofridas. O cineasta ainda acrescentou que a arte é autoajuda e tem que ajudar alguém a viver.
* Domingos de Oliveira ainda revelou o conteúdo do novo filme – em fase de captação de recursos. “Inseparáveis”, escrito por ele, fala de um casal que quer se separar, mas não consegue. Eles se sentem mal por não conseguir nem ao menos trair. A perda da identidade individual dói tanto que resolvem armar um barraco durante as próprias bodas de prata para simular uma separação.

Você também pode gostar