Publicidade

O Brasil tem o quinto maior mercado mundial de food service no mundo, porém donos de restaurante ainda sofrem com a carência de informação, educação e networking e, foi pensando nisso, que o especialista em negócios gastronômicos Marcelo Politi criou a Politi Academy – uma plataforma online que atende mais de 3.000 empresários do setor, por meio de cursos de gestão, administração, marketing, planejamento, treinamento de equipe, entre outros que envolvam um negócio que tenha comida como serviço. Marcelo Politi é formado em hotelaria e gastronomia pela Ecole des Roches (Association Suisse d’Hôtellerie), na Suiça e pós-graduado em Gestão de Negócios pelo IBMEC.

Marcelo, como começou a sua história com a Gastronomia?

Aos quinze anos comecei a pensar qual carreira seguir. Pensei em Direito, Medicina, Engenharia, mas nada disso me atraia. Foi quando caiu um livro em minhas mãos chamado “O Hotel”, de Arthur Hailey, e a história se passava ao redor da vida de um dono de hotel que se preocupava com os mínimos detalhes, a começar dos pratos que seriam servidos aos hóspedes até as rotinas administrativas. Na época não tinham escolas de hotelaria no Brasil, somente nos Estados Unidos e na Suíça. Fui conhecer as duas escolas e me encantei pelo sistema europeu, mas voltei e cursei administração de empresas no Brasil, porém sempre com hotelaria na cabeça.  Em um determinado momento da vida parti para a Suíça, passei no curso de Hotelaria na Ecole des Roches (Association Suisse d’Hôtellerie), e foi aí que tudo começou. Grande parte do curso foi voltado à Gastronomia. Colocávamos a mão na massa na cozinha e no restaurante, e assim começou minha jornada gastronômica.

Após se formar na Suiça, como foi sua trajetória no Brasil?

Aos 28 anos, fui o primeiro executivo contratado como diretor geral de um Resort cinco estrelas no Nordeste, pela rede de hotéis Sofitel no Brasil. Me formar em uma Escola Européia e conseguir trabalhar em uma rede de hotéis francesa foi a realização de um sonho profissional. Porém, sentia que faltava o lado americano na minha profissão, ou seja, o lado do marketing, da gestão, dos números, das planilhas, etc. Eu tinha uma admiração por uma empresa chamada Hard Rock Café e quando soube que eles começariam suas operações no Brasil me candidatei, e me aceitaram como a pessoa que iria trazer e implantar o conceito da empresa americana no Brasil. O primeiro Hard Rock Café no país foi o segundo maior do mundo em tamanho e meu desafio foi montar a operação brasileira seguindo os mesmos valores que nortearam a sua criação por Peter Morton e Isaac Tigrett em Londres em 1971. Também fui diretor de operação da empresa de entretenimento T4F, onde trouxe a primeira turnê do Circo Du Soleil ao país. No Fórum Mundial de Sustentabilidade ocupei o cargo de diretor geral. O evento contou com nomes como Bill Clinton, Arnold Schwarzenegger, Richard Branson e James Cameron.

Como surgiu a idéia de criar a Politi Academy?

Minha vida profissional não foram só flores, tive quedas, e uma das delas foi muito grande. Realizei uma operação de restaurante e não fiz as contas direito para entrar nessa operação, fui negligente com uma série de coisas e me dei muito mal. Porém, a queda dói porque desmotiva, mas quando se olha para trás e percebe os aprendizados o mundo se abre à sua frente. Nesse momento percebi as coisas que fiz errado e percebi que tinha que melhorar algumas outras. Pensei: quando tiver meu próprio negócio já sei que tenho que melhorar na gestão, nas contas, na escolha dos sócios, no marketing e no sistema operacional, ou seja, eu tenho que ter um método que funcione. Nesse momento esse método começou a se construir na minha cabeça e fui empreender novamente, mas dessa vez já estava pronto para enfrentar esse mercado, que depois dessa quebra me levou ao sucesso. E por que não passar esse método adiante? É notável que ainda exista uma lacuna no mercado de educação para donos de restaurantes no Brasil, tanto para os que estão nos pequenos, como nos grande centros. Há uma grande carência de informação, educação e networking. O que ensino na Politi Academy nada mais é do que o que vivi e senti na pele nesses mais de 30 anos de história.

Você também trouxe o movimento “Acelera Food Nation”. Como esse movimento impacta no setor de food service?

O Brasil já é o quinto mercado de food service do mundo, com 1 milhão e duzentos mil bares e restaurantes. Esse mercado movimenta mais de 500 bilhões de reais por ano na economia e emprega cerca de 6 milhões de pessoas. Por trás disso existe um exército de empreendedores que lutam diariamente contra o desafio de uma operação complexa. À frente da Politi Academy temos a missão de preencher uma lacuna que existe no mercado de bares e restaurantes, na formação de empreendedores independentes, ou seja, aqueles que não pertencem a nenhuma cadeia de franquia e hoje representam 77% do total das operações no país. O Acelera Food Nation, evento anual formado pela comunidade da Politi Academy, tem como tema “Menos luta, mais lucro e mais liberdade”. Acreditamos que somar forças pode acelerar os resultados não só juntando as marcas aos empresários altamente qualificados, mas também para contribuir com a qualidade do serviço de food service no Brasil. A Politi Academy tem uma grande penetração nesse mercado e impacta os negócios por meio dos conhecimentos e da educação. Este ano o Acelera Food Nation, que está em sua terceira edição, acontece no teatro Santander, nos dias 04 e 05 de junho e espera 800 empresários do setor.

Quais fatores afetam um dono de restaurante?

A maioria dos empresários do setor trabalha demais, mas o retorno não vem. Acabam fechando as portas no caminho, entretanto, a principal causa de quebras e falências neste nicho não está na inflação, no governo, em guerras fora do país ou qualquer outro fator externo, e sim no amadorismo e na falta de um modelo de gestão.

 

Sobre Amélia Withaker

 

 

Empresária, fundadora e PR da Visar Planejamento.  É apaixonada pela vida saudável, desde a alimentação até a prática de esportes e viajar. Atualmente prática ciclismo e diariamente em suas plataformas compartilha seu estilo de vida, através de receitas saudáveis e seus treinos.
Já desbravou o mundo, morou em Londres, Barcelona, mas foi na Austrália onde se encontrou profissionalmente e estreitou sua relação com Jornalismo, sendo fotógrafa do The Australian Jewish News. Além de se dedicar à empresa e seu estilo de vida saudável, Amélia é mãe de duas meninas.
Disposta a se reinventar, vem se aventurando nas redes sociais com deliciosas receitas com intuito de inspirar seu público a se alimentar melhor e de forma prática e deliciosa.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Milan Guide

Milan Guide

Estou prestes a embarcar para o Salone Del Mobile.Milano, um marco na indústria do design que celebra sua...
Dia 12 de Abril

Dia 12 de Abril

Festival de Cannes À medida que o Festival de Cannes se aproxima de seus 80 anos, Thierry Frémaux...
Dia 11 de Abril

Dia 11 de Abril

Fragrâncias de Chanel Pelo terceiro ano consecutivo, a Chanel encanta novamente a capital com seu jardim efêmero durante...

Instagram

Twitter