Baijiu chinês
Foto: Zhang Peng/LightRocket via Getty Images

Baijiu chinês: o destilado mais consumido do mundo é um “desconhecido” dos brasileiros

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

O baijiu chinês é a bebida destilada mais consumida no mundo, superando as vendas de uísque, vodka, gim, rum e tequila combinados. O líquido nada mais é do que um licor incolor com teor alcoólico entre 35% e 60% por volume. Esta bebida espirituosa de alta qualidade é destilada de grãos como arroz, painço e sorgo. Seu sabor é considerado exótico para os paladares ocidentais. Acredita-se que surgiu mais ou menos na mesma época que outros destilados na Europa (brandy, século 14, ou vodca, no 15) e na América (cachaça, século 16).

Nos últimos anos, o baijiu começou a chamar atenção fora dos limites da China. Impulsionando essa tendência estão influenciadores de herança chinesa animados para elevar a bebida ao mesmo status internacional de outros destilados regionais, como a tequila no México, acachaça no Brasil e a vodca na Rússia.

Histórico poderoso

Zhou Enlai, o primeiro-ministro chinês, e Richard Nixon, presidente dos Estados Unidos entre 1969 e 1974, brindaram com baijiu quando os países restabeleceram as relações internacionais. Além disso, dizem que políticos e empresários usaram, por muito tempo, a bebida como uma efetiva forma de propina.

Para as novas gerações

De olho nos mais jovens, a marca Jiangxiaobai investe em rótulos coloridos e com frases de efeito. A marca, fundada em 2012, já patrocinou festivais de música, séries e até um anime, no qual a protagonista leva seu nome. A bebida vem em versões saborizadas, com menor graduação alcoólica. Dessa forma, as novas gerações estão descobrindo coquetéis à base de baijiu em locais como Pequim, Xangai, Hong Kong e Shenzhen.

Artigo de luxo

Outra mudança recente é uma certa gourmetização do baijiu. A gigante chinesa de bebidas Kweichow Moutai,fabricante da bebida, viu suas ações explodirem e tornou-se o investimento mais valioso do continente, fazendo a empresa ultrapassar em valor de mercado o Industrial & Commercial Bank of China Ltd., o maior banco da China. A fabricante do baijiu agora vale 1,81 trilhão de yuans (US$ 256 bilhões).

Segundo a firma de análises de mercado Euromonitor International, o consumo da bebida caiu 21% nos últimos cinco anos, mas o faturamento cresceu 39%. Nos últimos anos, tem sido difícil encontrá-las nas prateleiras, então os mais afoitos desembolsam até R$ 2.300 por uma garrafa de meio litro em mercados paralelos.

Onde beber?

A bebida é difícil de ser encontrada fora das fronteiras chinesas. Procure por bares especializados emergentes, como o Boston Baijiu Bar; coquetéis de baijiu como o White Rabbit no Viridian, em Oakland, na Califórnia. Para produzir bebidas alcoólicas de baijiu de destilarias fora da China, inclua no roteiro o Baijiu australiano de Sydney, o VIP Jiu 8 do Reino Unido e o Buffalo Trace dos Estados Unidos.

Você também pode gostar