Publicidade
Ana Suy
Foto: Reprodução/Instagram

O amor é um tema que não se esgota e que, pelo contrário, parece despertar cada vez mais interesse. Prova disso é o grande número de obras que tratam ds relações amorosas na ficção e na vida, como o recém-lançado “A Gente Mira no Amor e Acerta na Solidão”, da psicanalista e professora Ana Suy.

“Sem amor a gente não faz história, é disso que nos alimentamos. Falar de amor é falar de vida”, defende a autora do livro, lançado pela Editora Planeta, que já está na segunda edição, durante live com Joyce Pascowitch.

Para Suy, o ser humano é um ser desamparado e que não pode viver sozinho. Mas ao contrário do que muitos pensam, o amor não livra ninguém da solidão. Na verdade, afirma, tanto o amor quando a solidão dependem um do outro. “É porque nos sentimos sozinhos e insuficientes que vamos até o outro e depois precisamos voltar para si. É isso que torna o amor e a solidão tão interessantes.”

Definido como uma experiência única e rara pela psicanalista, ela ressalva que o amor não pode ser a nossa única fonte de satisfação. “Colocar demanda de ser feliz em alguém é um peso enorme.” Confira o papo na íntegra:

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 23 de Abril

Dia 23 de Abril

Hoje vamos com as noticias mais estilosas da primavera A França, esse querido país da moda e da...

Instagram

Twitter