Série icônica de desenhos de Wesley Duke Lee ganha registro em livro

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Capa do livro  “Jean Harlow – A Zona: A Vida e a Morte” por Wesley Duke Lee || Créditos: Divulgação

A emblemática série de desenhos “Jean Harlow – A Zona: A Vida e a Morte”, de Wesley Duke Lee (1931-2010), acaba de ganhar registro em livro. Criada em 1967, a série que reúne 30 desenhos partiu do interesse do artista por relatos da sina trágica da atriz americana, conhecida como “vênus platinada” da Hollywood dos anos 1930.

Jean tinha uma vida dupla – quando não estava nos sets, frequentava casas de prostituição de San Diego – e foi justamente sua história de erotismo e morte que sensibilizou Duke Lee, sobretudo pelo paradoxo de prostituta da Babilônia em contraposição ao de deusa do amor projetada por seus filmes. O resultado é uma série com um dos maiores poderes narrativos da arte.

A publicação é um projeto do arquiteto e artista plástico Augusto Livio Malzoni e conta com textos seus e da historiadora Cacilda Teixeira da Costa. O livro ganha lançamento nesta terça-feira na Galeria Luisa Strina, onde estará à venda por R$ 100.

Um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros de todos os tempos, o paulistano Wesley Duke Lee é pioneiro na incorporação dos temas e da linguagem pop no Brasil. Em 1963, cria o movimento realismo mágico, com Marcia Cecília, Pedro Manuel-Gismondi, Otto Stupakoff e Carlos Felipe Saldanha. Morreu em São Paulo aos 78 anos em 2010.

Um dos desenhos da série “Jean Harlow – A Zona: A Vida e a Morte” presentes no livro e o artista Wesley Duke Lee em seu ateliê || Créditos: Divulgação

 

 

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…