Publicidade
Leila e Sebastião Salgado, Angélica e Luciano Huck, Oskar Metsavaht, Evandro Teixeira e Walter Moreira Salles, Ingrid Guimarães e René Machado, e Erik Marmo e Larissa Burnier

Sebastião Salgado fez uma visita guiada das mais especiais por sua exposição “Gênesis”, na noite de abertura, nessa terça-feira no Jardim Botânico do Rio. A cada fotografia, uma explicação sobre os bastidores, o quanto esperou pela luz perfeita e a cultura local dos lugares mais remotos em vários países que visitou em oito anos de projeto. “Andei a pé por 55 dias, trabalhei em temperaturas de menos 35 graus, fiz uma viagem com 7 mil renas, passei 47 dias sem tomar banho, tive malária, bebi sangue de bicho e fiquei com o rosto parcialmente paralisado por causa de um vírus”, contava.

Ouvindo, atentamente, estavam Maria Klabin e Walter Salles, Oskar Metsavaht, Walter Carvalho e Angélica, de mãos dadas com Luciano Huck. “Cheguei hoje de Roma, onde fui gravar uma matéria sobre a Copa das Confederações para o ‘Caldeirão’ e vi essa mesma mostra por lá. Sou fã”, contou o apresentador.

Metsavaht também não esconde seu lado tiete. “Gosto de fotografar e filmar e com certeza ele é uma referência. Mas a minha expedição mais longa durou 40 dias. Nunca fiquei fora tanto tempo quanto ele, que faz um verdadeiro mergulho, criando uma estética muito particular. Só de olhar você é capaz de chutar que é uma obra dele.”

Brincamos com o estilista, comentando que os cliques em exibição, sobre a exuberância da natureza e de tribos selvagens, cairiam como uma luva em estampas para a Osklen. Ele achou graça e confessou: “eu adoraria, mas o Sebastião me mata.” É, foto em camiseta não vai rolar, mas quem quiser levar uma pra casa, o preço médio é R$ 25 mil.

Vem ver a galeria completa da exposição e dos convidados

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 10 de Abril

Dia 10 de Abril

Altas horas   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por VIRAGE (@virage.paris) Não são as...

Instagram

Twitter