Rodrigo Minotauro
Rodrigo Minotauro || Créditos: Divulgação

Rodrigo Minotauro: “Choro quando perco. E levo flores”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Rodrigo Minotauro || Créditos: Divulgação
Rodrigo Minotauro || Créditos: Alexandre Loureiro/ UFC

Rodrigo Minotauro estreia nesta segunda-feira o documentário “Viver para Lutar”, que será exibido em formato de série no canal a cabo Combate. São seis episódios mostrando uma viagem do ex-lutador do UFC, que passou por Rússia, Japão, Coreia, Tailândia e Estados Unidos para revelar segredos de seis artes marciais. Aproveitamos o gancho para um bate-bola sem frescura com ele. Vem ler! (por Michelle Licory)

Glamurama: Um clichê sobre lutadores que te incomoda.

Minotauro: “Não gosto quando dizem que lutadores são arrogantes”.

Glamurama: O momento mais difícil da sua vida.

Minotauro: “Quando eu tinha 11 anos e fui atropelado por um caminhão. Foi o momento mais difícil, mas também uma das minhas grandes histórias de superação [ele perdeu o tendão de Aquiles, boa parte do pulmão direito, diafragma e não conseguia andar por conta de lesão na perna esquerda]”.

Glamurama: Sua maior vitória…

Minotauro: “Hoje penso que a minha maior conquista não é apenas minha, mas do esporte, do MMA, que foi o de ter entrado na TV aberta ao vivo no Brasil”.

Glamurama: Campeão do UFC chora?

Minotauro: “Choro, sim, quando perco”.

Glamurama: Seu maior medo…

Minotauro: “Meu maior medo é a derrota, é perder, seja uma luta, uma pessoa querida, um projeto”.

Glamurama: A dor e a delícia de estar aposentado dos ringues.

Minotauro: “O que eu não podia fazer antes e agora posso e adoro é, sem dúvidas, tomar um vinho. E do que eu sinto mais falta? Acho que do sofrimento do dia a dia, do treinamento, da preparação para a luta”.

Glamurama: Uma situação inusitada da carreira.

Minotauro: “Uma vez eu me atrasei para uma luta e o meu irmão [gêmeo] Rogério [Minotouro] entrou no meu lugar na hora da apresentação dos atletas, em Tóquio”.

Glamurama: A chef Heaven Delhaye, sua nova namorada, diria que você é romântico?

Minotauro: “Não sou muito, mas, de vez em quando, faço umas surpresas, levo flores quando chego do trabalho”.

Rodrigo Minotauro e Heaven Delhaye || Créditos: Divulgação
Rodrigo Minotauro e Heaven Delhaye || Créditos: Alexandre Loureiro/ UFC
Você também pode gostar