Quer copiar o cabelo das celebridades platinadas? Descubra os segredos aqui

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Carolina Dieckmann, Letícia Spiller, Mariana Ximenes, Paula Burlamaqui e Giovanna Ewbank: as platinadas de vez

As loiras vão invadir a televisão a partir do dia 16 de setembro. Carolina Dieckmann, Giovanna Ewbank, Paula Burlamaqui, Mariana Ximenes e Letícia Spiller estão todas platinadas para a próxima novela das 6, “Joia Rara”. O tom, que promete fazer sucesso no verão, exige atenção, e nós descobrimos os cuidados necessários para quem quer entrar nessa onda. O cabeleireiro Marcos Proença, responsável pela caracterização de Giovanna, Paula e Carolina, contou que as morenas sofrem um pouco mais com o processo de descoloração. “Os fios castanhos e pretos ficam mais sensibilizados com o clareamento, porque são tons mais distantes do loiro. Tem que clarear muito até chegar à cor desejada”, explicou ele. O que significa cuidado redobrado pós-descoloração.

CUIDADOS
Na hora de cuidar do cabelo já loiro, anote as dicas de Proença. “O cabelo precisa de hidratação, nutrição e reconstrução uma vez por semana.” A hidratação repõe a umidade natural dos fios, enquanto a nutrição e a reconstrução devolvem o que o cabelo perdeu no processo, como a queratina e a proteína. “Além disso, é importante usar máscara em todas as lavagens. Vale lembrar que o condicionador fecha as cutículas, então tem que usar toda vez. Não pode abrir mão dele. Primeiro, o shampoo. Depois a máscara e, em seguida, o condicionador”, disse Proença, que ainda deu a dica dos shampoos que neutralizam o tom amarelo . “Se sentir que a cor está ficando amarelada, pode usar este tipo de shampoo para os fios ficarem mais acinzentados.” E a tesoura também entra na rotina. “Tem que cortar a cada 30 dias para tirar as pontas sensibilizadas. E se puder usar menos o secador, prancha e baby liss, melhor ainda.”

QUEM PODE
Mas a pergunta que não quer calar é: qualquer uma pode ser platinada? Sabendo que os fios escuros sofrem mais, a única restrição na hora de descolorir é descobrir se o cabelo aguenta o processo. “Quem tem alisamento ou relaxamento deve fazer uma mecha teste para saber se o cabelo é compatível com a química. Se for incompatível, pode quebrar. Se clarear normalmente, está liberado”, explicou Proença. Agora é só seguir o manual e mergulhar no mundo das loiras. “Mesmo que seja só por uma estação, vale a pena, porque a vida fica mais brilhante”, brincou Proença. (Por Daniele Caldeira)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…