Miguel Falabella || Créditos: Juliana Rezende

Miguel Falabella lança livro infantil e comenta acusação a Ana Maria Machado: “Coisa de país ignorante”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Miguel Falabella || Créditos: Juliana Rezende

Miguel Falabella lançou essa semana o livro infantil “O Menino Que Espiava Pra Dentro“. E Glamurama foi conversar com o ator/ escritor/ diretor/ tantas coisas sobre mais esse projeto. “A Suppa [coautora] já tinha a personagem. Na verdade, ela me chamou pra fazer o vlog da Charlotte. É uma ideia que a gente está desenvolvendo e já está no YouTube. E a partir daí surgiu a proposta de fazer uma série de livros da Charlotte. Esse é só o primeiro. Outros virão”.

Por que entrar nessa? “As crianças são sempre observadoras. A Charlotte é uma observadora do mundo dela – de um mundo que está muito errado e ela precisa… É uma nova consciência, né? Uma geração que já nasce com essa certeza de que precisa transformar o mundo ou não vai ter mundo pra ela. As crianças… Algumas nem têm exemplos [em casa]. Já vêm assim: não querem comer carne, se preocupam com a água, o meio ambiente, o que é fundamental para a preservação da espécie”.

Resumindo a história… “Charlotte recebe óculos mágicos que fazem com que ela veja o mundo como ele deveria ser e não como é. Pra falar a verdade, não é uma ideia minha, é do Cervantes, ‘Dom Quixote’. Uma ideia seminal da literatura ocidental… Só que os óculos da Charlotte não transformam nada, apenas indicam o que ela deve fazer. São as nossas atitudes que mudam o mundo”. Para Miguel, como deveria ser o mundo? “Muito mais justo, com oportunidades iguais para todos”.

Perguntamos para Miguel sua opinião sobre a polêmica envolvendo a consagrada autora infantil Ana Maria Machado. Ela foi acusada por uma mãe de incitar o suicídio no livro “O Menino Que Espiava Pra Dentro” e a “denúncia” se espalhou como rastilho de pólvora nos grupos de WhatsApp . Miguel ainda não estava sabendo da história, então reproduzimos por alto a mensagem que circulou no aplicativo: “O Pedro acabou de me perguntar se era verdade que se ele engasgasse com uma maçã e ficasse sem respirar conseguiria ir ao encontro do seu mundo da imaginação. […] Ele me disse que o menino do livro que estava lendo tem um amiguinho imaginário que mandou ele fazer isso, ou seja, que se ele engasgasse com uma maçã ele acabaria com todos os seus problemas”.

“Ana Maria Machado é maravilhosa. Tudo virou uma chatice. Isso é coisa de país ignorante. País civilizado não tem isso. Quando a gente chegar na civilização, tudo isso não terá mais importância. Daqui a pouco estaremos lá…”, respondeu. Depois pediu pra ver a página do livro que também foi amplamente compartilhada. Aí olhou para Suppa, que estava ao seu lado, e confessou: “É esquisito mesmo”.

“O Menino Que Espiava Pra Dentro” de Ana Maria Machado || Créditos: Reprodução

Ana Maria Machado é uma imortal da Academia Brasileira de Letras. A Global Editora, que publica o livro, emitiu nota em apoio à escritora: “Esclarecemos que as referências à maçã e ao fuso são alusões às histórias da Branca de Neve ou Bela Adormecida e constituem parte integrante do universo da história”, diz um trecho do texto.

Em tempo: quem tem glamuzinho em casa, vem assistir aqui embaixo a um dos videos que já estão no ar com Charlotte. (por Michelle Licory)

Você também pode gostar