Obras do projeto Masp em Expansão começam em setembro e prédio anexo deve ser entregue em 2024. Vem saber!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
MASP | Crédito: Reprodução

O Museu de Arte de São Paulo (MASP), um dos principais cartões postais da capital, vai concretizar o sonho antigo de restaurar seu prédio anexo e transformá-lo em espaço de exposição. As obras, que serão iniciadas no próximo mês, serão assinadas pelo Metro Arquitetos, e terão o custo de R$ 180 milhões, com entrega prevista para 2024. “É um gesto inédito de doação para a cidade, para o país e para as futuras gerações”, comemora o museu em seu comunicado.

O prédio original receberá o nome de sua arquiteta, Lina Bo Bardi, e o novo edifício chamará Pietro Maria Bardi, primeiro diretor artístico do museu. Estes nomes, combinados com o da própria instituição, Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, completarão assim a homenagem ao trio que fundou o MASP.

O museu ganhará 14 novos andares de galerias, salas de aula, reserva técnica, laboratório de restauro, restaurante, loja e áreas de eventos. O que possibilitará a realização de mais exposições e cursos em uma área de 17.680 m².

Para explicar o projeto Masp em Expansão, nesta segunda, às 19h, rola um bate-papo via Zoom com Heitor Martins, diretor presidente do MASP, Juliana Sá, diretora vice-presidente da instituição e Martin Corullon, arquiteto e sócio da Metro Arquitetos.

Você também pode gostar