Publicidade

Com disputas acirradas na pista e muitas emoções, Interlagos foi palco de mais um final de semana memorável

 

Foto Reprodução IG @F1

O Grande Prêmio de São Paulo aconteceu neste final de semana, dias 04 e 05 e por ser no formato Sprint Race, foi ainda mais emocionante e tenso. Com pódio de Red Bull, McLaren e Aston Martin os brasileiros invadiram a pista e até “Ole ole olá, Senna, Senna” cantaram em homenagem ao nosso ídolo brasileiro que fez história na F1 e continuará sempre vivo em nossos corações, ainda mais em uma semana tão importante quanto essa.  

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

 

“Dois campeões mundiais e eu”, brincou Lando Norris ao postar uma foto ao lado dos companheiros no pódio do Grande Prêmio de São Paulo. Esse sem dúvida foi especial. 

 

Alonso x Perez 

Até a última volta da prova teve alvoroço na pista e na arquibancada. A briga entre Fernando Alonso e Sergio Pérez, acalentou a torcida que foi aos gritos na ultrapassagem do mexicano na penúltima volta, mas o troco que o espanhol deu na última volta foi ainda mais impressionante. Alonso cruzou a linha de chegada em terceiro, com 4,45m à frente de Pérez apenas, e ainda estava 26km/h mais rápido.    

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

 

Equipe e torcida vão à loucura  

 

Foi um final de semana e tanto para a Aston Martin, que não poupou energias ao comemorar o brilhante desempenho de seu piloto na pista. Uma terceira colocação no Brasil, que foi muito bem vinda e celebrada por todos, Alonso mostrando que apesar de já ter seus 42 anos ainda está muito bem e vai dar muito trabalho. Além dele, quem também merece reconhecimento pelo final de semana é o canadense, Lance Stroll que largou na terceira posição e se manteve na zona de pontuação em boa parte da corrida, cuidando dos pneus e do seu  ritmo de corrida.

 

Stroll terminou em quinto, com bons pontos para a equipe que permanece em quinto no campeonato de construtores com total de 261 pontos, contra 282 da McLaren que é a quarta colocada, seguida da Ferrari com 362 em terceira e finalmente a Mercedes com 382 como vice, até o momento. Apesar de a Red Bull já ter vencido o campeonato de construtores como primeira colocada, ainda resta o vice-campeonato, pelo qual Pérez está lutando com todas as armas que tem. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

 

  McLaren brilha com Lando Norris 

Mais uma vez, em mais uma etapa, o britânico Lando Norris, mais conhecido como Landinho aqui no Brasil, brilhou e conquistou um pódio. Além de se consagrar o segundo colocado da prova, ele ainda foi eleito o piloto do dia, depois da corrida impressionante que fez. Mantendo-se como segundo colocado durante toda a prova praticamente e ainda atacando o Verstappen, primeiro colocado que sofreu um pouco com ele no começo, mas logo tratou de se distanciar e obter vantagem no decorrer da prova.   

Sorte pra uns e azar para outros 

Enquanto alguns pilotos contaram com a sorte, outros contaram com o azar. Leclerc teve problemas com o carro já na volta de apresentação e acabou batendo. No rádio ele mesmo se questionou do porquê de ser tão azarado.

 

Além dele, Albon, Magnussen, Zhou, Bottas e quase que Piastri e Ricciardo também entram no grupo dos abandonos. Para a sorte dos dois, pois uma bandeira vermelha logo nas primeiras curvas foi acionada, por conta da forte pancada de Albon com Magnussen que deixou milhares de destroços pela pista, até pneu saiu voando no S do Senna.

 

Interlagos sempre é uma caixinha de surpresa, mas diante de tantos acontecimentos inesperados durante todo o final de semana, eu acho que nem mesmo os pilotos contavam com tantos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicaç

 

Onde tudo começou  

Já na sexta-feira, tivemos o único treino livre da etapa e a classificação da corrida do domingo. Na qualificação o tempo começou a fechar e de repente era noite em Interlagos. O clima trouxe um pé d’água, daqueles de respeito. Tudo bem que todos já estão acostumados com chuva em Interlagos, mas dessa vez foi tão forte que grande parte da cidade de São Paulo ficou sem luz por mais de 24h. Toldos e estruturas do evento se soltaram e algumas pessoas ficaram feridas. Nada de grave, mas passaram por atendimento médico na pista.   

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

Mas e a classificação ? Terminou com bandeira vermelha e teve a pole position de Verstappen, seguido de Charles Leclerc da Ferrari e Lance Stroll na terceira colocação, algo improvável, mas que em Interlagos se torna possível, já que o Circuito sempre é palco dos finais de semana mais improváveis. 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

 

Amor e admiração pelo Brasil

As novidades já começaram nessa semana, antes mesmo dos pilotos irem para a pista na quinta-feira, que é quando o final de semana começa oficialmente, com reuniões e outros compromissos com a mídia.  

Leclerc e Senna – O monegasco fez questão de visitar o Instituto Ayrton Senna e teve o privilégio de ver as pecas usadas pelo nosso ídolo de perto. Nas redes sociais ele compartilhou as fotos do encontro e ainda disse: My one and only idol. Such a special moment. A huge thanks to Viviane, Lalalli and the Senna Foundation for inviting me to such a special place. ❤️ (Meu primeiro e único ídolo. Momento tão especial. Muito obrigada a Viviane, Lalila e a Fundação Senna por me convidarem para esse lugar tão especial. ❤️

 

Lewis Hamilton, o Brasileiro – O heptacampeão mundial veio ao Brasil com uma missão: ganhar o coração dos brasileiros. Brincadeiras à parte, ele se empenhou muito enquanto esteve aqui para representar o país, do qual ele é cidadão agora.  

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1)

 

Capacete especial, bandeira estendida no Drivers Parade, looks especiais. Mais conhecido aqui como Patrão, ele já chegou cheio de marra na quinta-feira com um look com as cores da bandeira e nas costas da jaqueta o desenho do Senna. A peça foi customizada pelo Gerrit Jacob e causou alvoroço nas redes sociais. 

 

Uma obra de arte, esse capacete simplesmente pode facilmente se encaixar nos padrões de uma obra. Com os detalhes da bandeira, Cristo Redentor com as mãos abertas na parte traseira. Hamilton não mudou a essência do design, mas ele soube muito bem incrementar o jeitinho brasileiro. 

 

 Todo cuidado é pouco, e foi aí que ele se destacou. Que Lewis Hamilton é um amante e entusiasta da moda, isso não é novidade. Mas dessa vez todas as roupas com as quais ele foi para a pista, foram cuidadosamente pensadas em cada detalhe. O kit da seleção brasileira de 1994 foi reproduzido por Lewis que se preocupou em ir além desse nicho da F1 e trazer elementos que fizessem parte da cultura do Brasil.  

Falha no Hino Brasileiro 

O Hino foi cantado pela famosa cantora brasileira, Ludmilla, que ainda teve ao seu lado o jovem Miguel Vicente, que tocou o hino no cavaquinho e levou a torcida à loucura ao cantar o hino junto.

Mas logo no início a cantora parecia ter esquecido o hino, já não cantou uma parte dele. No famoso trecho “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas” a voz simplesmente sumiu, e houve um certo estranhamento e não só dos pilotos. Mas Ludmilla alegou uma falha técnica durante a apresentação. 

 

“Gente, foi emocionante. Foi muito f***, só teve uma falha no som no início. Mas a gente tirou de letra, foi top. Obrigado a todo mundo que torceu, foi lindo, lindo, foi incrível” 

 

 Famosos fora da pista 

Muitos famosos foram prestigiar o GP de São Paulo em Interlagos durante essa etapa. Entre eles: Machine Gunkelly, Megan Fox, Italo Ferreira, Pedro Scooby, o ex-jogador Kaká, entre muitos outros.

 

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 24 de abril

Dia 24 de abril

O bem-estar tornou-se um tema central, e hoje vamos explorar como os franceses têm se adaptado a esta...

Instagram

Twitter