Detalhe do clube Jerome e da jaqueta criada por Fábio Kawallys, que pela segunda vez, quase foi levada pra casa… || Créditos: Acervo pessoal

Frequentadores exageram na animação e levam para casa parte do décor do Jerome

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Detalhe do clube Jerome e da jaqueta criada por Fábio Kawallys, que pela segunda vez, quase foi levada pra casa... || Créditos: Acervo pessoal
Detalhe do clube Jerome e da jaqueta criada por Fábio Kawallys, que pela segunda vez, quase foi levada pra casa… || Créditos: Acervo pessoal

A segunda-feira começou com desfalque na decoração do clube Jerome, que tem Cacá Ribeiro como um dos sócios. Segundo ele, a animação – se é assim que podemos chamar tal ato – de alguns convidados na festa de sábado foi tanta que diversas partes da decoração foram levadas para casa. Quem assina o décor e ambientação da casa é Felipe Morozini, que reservou a parede principal do clube para colocar quadros, fotos e outros objetos que remetem à nostalgia, como câmera fotográfica (que pertencia ao seu pai!) e até uma jaqueta bordada – criação-desejo de Fábio Kawallys.

A fatídica noite resultou em algumas baixas, como a câmera, que desapareceu e a jaqueta bordada que foi parar na cintura de uma cliente no fumódromo e logo resgatada pelo staff. Fora isso, os dançantes ainda se destrambelharam com o extintor de incêndio (que foi destravado e acionado no auge do dancefloor) e até as lâmpadas das luminárias desapareceram, tudo culpa de um gringo não identificado que passou da conta. Em tempo: essa não é a primeira vez que a tal jaqueta desaparece. Por sorte a peça foi encontrada e voltou a fazer parte da cenografia. Ufa… (Por Matheus Evangelista)

Você também pode gostar