Drauzio Varella: “me ver interpretado por Gianecchini é esquisito”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Regina Braga e Dráuzio Varella
Regina Braga e Drauzio Varella na première de “Meu Amigo Hindu” || CRéditos: Bruna Guerra

“Meu Amigo Hindu”, novo filme de Hector Babenco, ganhou première nessa terça-feira, no Iguatemi São Paulo. Por lá, o médico Drauzio Varella, amigo há 26 anos de Babenco e inspiração clara para o personagem vivido por Reynaldo Gianecchini no longa, que é baseado na experiência profissional do diretor. Glamurama aproveitou para conversar com Drauzio sobre como é se ver no cinema.

Glamurama: Como é se ver na telona?
Drauzio Varella: “É difícil porque eu vivi a situação muito de perto [Babenco enfrentou um câncer na época], então sempre fui muito envolvido com ela. Mas é interessante ver uma pessoa que não tem nada a ver com você, fisicamente, outra pessoa, viver situações que você viveu. É meio esquisito. De um lado representa você, mas não tem nada a ver com você… Mas ele está muito bem no papel.”

Glamurama: O Gianecchini se aproximou de você para interpretá-lo?
Drauzio Varella: “Não, não, não… Não tivemos contato nenhum aliás.”

Glamurama: O que você achou do filme?
Drauzio Varella: “Gostei muitíssimo. Este é um dos melhores filmes do Hector, se não for o melhor.”

Glamurama: Tem uma passagem do filme que mostra o momento em que nasceu a ideia de escrever um livro sobre o Carandiru, que acabou também se tornando um filme de Babenco. Existe outro assunto abordado e pesquisado por você que gostaria que virasse um filme?
Drauzio Varella: “Essas coisas caminham por elas mesmas… Cinema é um barato do diretor. É ele quem tem que entender o que ele quer fazer, ter vontade, e sair atrás.”

Você também pode gostar