Cateano 79: Glamurama celebra aniversário do artista com 5 retratos que revelam momentos importantes de sua história

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Caetano Veloso || Créditos: Reprodução/Instagram

Quem apaga velinhas hoje é Caetano Veloso, como um dos nomes – e rostos – mais conhecidos do Brasil. Completando 79 anos de vida, dos quais pelo menos 60 foram dedicados à música, Caetano carrega é um dos precursores da Tropicália no Brasil e responsável por músicas que fazem parte do imaginário brasileiro, como “Sozinho”, “Leãozinho”, “Você é Linda” e “Sampa”. Cheio de história para contar, lá em 1997, já dava a letra em sua canção “Não enche”: “Me deixa viver”. A seguir, Glamurama reúne cinco fotos que contam um pouco da história do artista.

1. O icônico retrato de Caetano por Bob Wolfenson, de 1987

Retrato de Caetano Veloso por Bob Wolfenson || Créditos: Reprodução/Bob Wolfenson

Em seus mais de 50 anos de carreira, o fotógrafo brasileiro Bob Wolfenson, referência quando o assunto é imagem tipo retrato, imortalizou sob suas lentes inúmeras personalidades da cena nacional e internacional. Entre elas, Caetano, é claro. O clique icônico do cantor fazendo uma careta que “fazia desde menino” por conta do ator Victor Mature no filme “Sansão e Dalila”, como revelou recentemente em suas redes sociais, é um dos mais conhecidos de sua carreira.

2. O momento “histórico” quando o cantor estacionou seu carro no Leblon, em março de 2011

Caetano Veloso estaciona carro no Leblon ||  Crédito: Reprodução/Fausto Candelaria

Há 10 anos, Caetano Veloso estacionava o carro no Leblon, na Zona Sul do Rio. A notícia, que acabou virando uma grande brincadeira na internet, foi publicada com o flagra de um paparazzo em um portal. Anualmente, os fãs – e o próprio cantor – celebram o dia 10 de março em comemoração à manchete mais banal e, ao mesmo tempo, mais comentada de todos os tempos.

3. Caetano Veloso e Elis Regina, considerada primeira estrela da canção popular brasileira

Caetano Veloso e Elis Regina || Créditos: Reprodução/Instagram

Para comemorar os 76 anos de Elis Regina, comemorado em 17 de março, Caetano presenteou seus fãs e seguidores com esta imagem dos dois ainda muito jovens. Apesar de não lembrar quem fotografou ou pontuar quando foi o encontro, o cantor contou detalhes sobre como foi a primeira vez que a ouviu, vendo-a na televisão: “Tive reação semelhante à que muitos tiveram: finalmente uma cantora moderna, em pleno domínio de seus recursos, aparecia na cena profissional e já embalada para alcançar massas de ouvintes. Era indubitavelmente um largo passo dado. Éramos todos, Elis e nós, esforços de criação dentro do universo exigente que foi o imediato pós-bossa nova”.

4. Caetano Veloso, Anitta e Gilberto Gil cantando “Sandália de Prata” na abertura dos Jogos Olímpicos 2016, no Maracanã

Caetano, Anitta e Gil nas Olimpíadas do Rio, em 2016 || Créditos: Reprodução/ Felipe Costa

Em 2016, Caetano foi convidado para abrir os Jogos Olímpicos no Brasil ao lado de ninguém menos que o amigo Gilberto Gil e da estrela pop Anitta. Cantando “Sandália de Prata”, do compositor mineiro Ary Barroso, a apresentação dos três artistas fez jus ao tamanho do evento, que aconteceu em um Maracanã lotado. Um momento inesquecível até para alguém com a trajetória de Caetano.

5. Caetano, Gil e Jorge Ben Jor, três dos grandes nomes da Tropicália, em 1968

Da direita para a esquerda: Gilberto Gil, Jorge Ben Jor e Caetano Veloso, em 1968 || Créditos: Reprodução/Instagram

Amigos de longuíssima data, Gil, Jorge Ben Jor e Caetano aparecem juntos nesse clique de 1968. No auge do tropicalismo, os três amigos, que já dividiram palco diversas vezes, esbanjam estilo. Quer uma curiosidade do trio? Glamurama entrega! Depois de ouvir Jorge, Gil pensou em parar de compor e foi Caetano quem fez o amigo desistir da ‘maluquice’.

Você também pode gostar