Beatriz Yunes Guarita e o jantar para artista portuguesa hypada em Veneza

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Bia Yunes Guarita e a obra de Joana Vasconcelos em sua casa

Beatriz Yunes Guarita arma jantar no dia 1º de abril em torno da artista portuguesa Joana Vasconcelos que, paralelamente à feira SP Arte, abre exposição na Galeria Triângulo. A artista foi destaque da abertura da última Bienal de Veneza, com um barco/instalação, que partiu de Portugal em direção à cidade italiana. Bia, que é grande colecionadora, já tem em sua parede uma obra de Joana, adquirida em Paris, na Galeria Nathalie Obadia. “Ela tem este trabalho com azulejos e tricô, que recupera a memória de Portugal e o trabalho artesanal e sempre há uma figura feminina”, conta Bia ao Glamurama. O jantar, para 150 pessoas, vai contar com colecionadores amigos e representantes de galerias como Nara Roesler, Galeria Triângulo, Mendes Wood e Fortes Villaça, além da Zipper.

E os eventos artsy na casa de Bia no Jardim América não param por aí. Ela já prepara outro, em maio, para comemorar a abertura da exposição de Yayoi Kusama no Instituto Tomie Ohtake, no qual ela toca um projeto para novos talentos, batizado “Arte Atual”, que inaugura em abril. “Pode ser que Yayoi venha para a abertura. Seria maravilhoso mas, de qualquer forma, vou fazer o jantar para os representantes da artista na Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos, que já têm presença confirmada”. Tudo pela arte, paixão de Bia, que já chegou a ter a sua própria galeria por dois anos, mas desistiu: “Não sei vender, gosto de comprar”.

Você também pode gostar