Publicidade
O traficante Joaquín Guzmán Loera || Créditos: Getty Images
O traficante Joaquín Guzmán Loera || Créditos: Getty Images

Fora da lista de bilionários da revista norte-americana “Forbes” desde 2013, o traficante mexicano Joaquín Guzmán Loera – mais conhecido como El Chapo – perdeu o título de membro do clube dos dez dígitos atribuído a ele pela publicação em 2009 depois que surgiram evidências sobre seus enormes gastos com advogados e pela proteção de seus familiares.

Evidentemente, apesar de sua exclusão da lista, El Chapo continuou sendo considerado muito rico pela “Forbes”, mas não o suficiente para ser chamado de bilionário. Para a firma de inteligência Stratfor, com sede em Austin, no Texas, o traficante não correrá esse risco tão cedo: em um relatório assinado por Stephen Meiners, um de seus analistas seniors, El Chapo é citado como dono de uma fortuna de US$ 12 bilhões (cerca de R$38,09 bilhões), US$ 5 milhões (cerca de R$5,87 milhões) dos quais teriam sido usados para construir o túnel pelo qual ele escapou epicamente de uma prisão no México na semana passada. É dinheiro suficiente para garantir ao “CEO do crime” um lugar entre as 100 pessoas mais ricas do mundo. (Por Anderson Antunes)

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 10 de Abril

Dia 10 de Abril

Altas horas   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por VIRAGE (@virage.paris) Não são as...

Instagram

Twitter