Renata Vichi
Divulgação/Paulo D’Alessandro

Renata Vichi dá a letra, em livro, para mulheres alcançarem protagonismo nos negócios

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

Você certamente já se deliciou e se sentiu realizado ao saborear um chocolate daqueles incríveis, não é? Sabia que por trás das delícias está a história e a determinação de uma mulher? Renata Vichi, CEO do grupo das marcas Kopenhagen, Chocolates Brasil Cacau e Kop Koffee, entrega os segredos do protagonismo de sua carreira no livro “Chocolate nas veias”, ensinando a desenvolver as competências necessárias para alcançar esse mesmo sucesso.

De acordo com o relatório do Fórum Econômico Mundial (FEM) elaborado em 2020, seriam necessários aproximadamente 250 anos para chegarmos à igualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Mas se você está disposta a deixar para trás as estatísticas e quebrar os padrões, a publicação (lançada pela Buzz Editora) é o tipo de leitura que você não pode dispensar.

O livro mostra que nem sempre é fácil chegar à presidência de uma companhia, ainda mais para uma mulher em um país onde a maioria dos cargos de poder é ocupada por homens, mas que sim, é possível.  

Divulgação/Paulo D’Alessandro

Ttrabalho, estudo e obstinação

O relato de Renata mostra como ela conseguiu romper esse ciclo e se tornar vice-presidente depois de 12 anos de muito trabalho, estudo e obstinação. A autora mostra que, para chegar ao êxito profissional, é preciso, antes de mais nada, acreditar no seu potencial e ser incansável.

“Você precisa ter essa coragem, independentemente do que veja do outro lado da janela. Não adianta esperar um ambiente favorável para agir. Nem sempre você estará completamente preparada. As coisas não estarão dispostas perfeitamente em seus lugares na hora em que precisar tomar a iniciativa”.

Renata Vichi, CEO do grupo Kopenhagen

A autora ainda garante que um fator decisivo para a vitória é se mostrar disposta a crescer e a fazer todo e qualquer esforço necessário a fim de conquistar o seu lugar ao sol.

Você também pode gostar