Elon Musk
Elon Musk

Elon Musk será investigado por compra de ações do Twitter potencialmente ‘irregular’

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Além de ter “suspendido temporariamente” a multibilionária compra do Twitter, conforme anunciou no próprio microblog nessa sexta-feira (13), Elon Musk está na mira da Securities and Exchange Commission (SEC), o órgão independente do governo dos Estados Unidos que regula o mercado de capitais no país.

O motivo? É que Musk, o homem mais rico do mundo, demorou mais do que o permitido para informar à comissão seu primeiro investimento na rede social, em meados de março, quando adquiriu 5% do capital da gigante cofundada por Jack Dorsey, Biz Stone, Evan Williams e Noah Glass.

Musk só comunicou a SEC sobre o negócio no fim de março, quando comprou outros 4,2% da rede social, estourando o prazo limite de 10 dias para esse tipo de prestação de contas em relação aos 5% que arrematou semanas antes, o que agora será investigado pela instituição.

O CEO e maior acionista da montadora de carros elétricos Tesla pode ter economizado pelo menos US$ 143 milhões (R$ 725,6 milhões) com seu silêncio, já que no caso da segunda aquisição de uma fatia no Twitter, informada ao mundo imediatamente por ele, a ação da companhia disparou.

Você também pode gostar