Marcas contra guerra
Reprodução/Instagram

Balenciaga e Gucci anunciam doações ao povo ucraniano

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

O conflito entre Rússia e Ucrânia já desperta medo por toda a Europa e pelo mundo. Os ataques russos, que tiveram início semana passada em Kiev, capital da Ucrânia, provocaram uma série de ações solidárias ao pequeno país europeu de pouco mais de 44 milhões de habitantes. No mundo das grandes marcas de luxo, Balenciaga e Gucci, ambas do grupo Kering, anunciaram que irão fazer doações ao povo ucraniano.

No Instagram, para os seus mais de 12 milhões de seguidores, a Balenciaga foi a primeira a se manifestar sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia. “Defendemos a paz e doamos ao WFP [Programa Mundial de Alimentos da ONU] para apoiar a ajuda humanitária aos refugiados ucranianos. Abriremos nossas plataformas nos próximos dias para relatar e transmitir as informações sobre a situação na Ucrânia. Acesse o link na bio para doar agora”, diz o post com as cores da bandeira ucraniana feito pela casa de luxo espanhola nesta quarta-feira (02).

Horas mais tarde, a página Gucci Equilibrium, portal online que é o centro das iniciativas relacionadas à sustentabilidade, pessoas e novos modelos de produção da marca, também anunciou suas doações. Acompanhando uma imagem branca, a legenda diz: “Na esteira de uma crescente crise humanitária em toda a Europa, CHIME FOR CHANGE, a campanha global de longa data da Gucci para convocar, unir e fortalecer as vozes que defendem a igualdade de gênero, está doando US$ 500 mil ao ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, para fornecer apoio emergencial aos refugiados fugindo da violência na Ucrânia. Todos nós da Gucci esperamos uma resolução pacífica para este conflito”.

Você também pode gostar