Meghan Markle, Harry e a rainha || Créditos: Getty Images

Meghan, que não vai ao Emmy porque Harry e a rainha não deixaram, sonha com um Oscar!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Meghan Markle, Harry e a rainha || Créditos: Getty Images

Lembra que Meghan Markle foi convidada para participar da cerimônia de entrega dos Emmys, em Los Angeles, e respondeu com um britânico “No, thank you!” aos organizadores da mais importante premiação da televisão mundial, conforme Glamurama contou há alguns dias? Ao que parece, a negativa da ex-atriz teve a influência do marido dela, o príncipe Harry, e da avó dele, a rainha Elizabeth II, já que os dois não gostaram nem um pouco da ideia de vê-la circulando por um tapete vermelho de Hollywood como se fosse uma simples plebeia e a proibiram de fazer uma visitinha rápida às origens.

Segundo a revista americana “Life & Style”, o que pegaria nesse caso seriam os aparatos em torno da eventual viagem dela para LA, já que, como membro da família real a agora duquesa de Sussex, jamais sai de casa sem escolta oficial, que no caso das trips internacionais precisa de aprovação prévia da Câmara dos Lordes e, por isso, poderia gerar polêmica junto aos contribuintes britânicos. “Meghan estava doida pra exibir o Harry, mas o palácio não deixou”, disse uma fonte próxima a ela.

A eventual presença de Meghan no Emmy seria meramente ilustrativa, já que ela não concorre a nenhuma estatueta, apesar de ter sido a escolhida de todo o elenco de “Suits”, a série da qual participou e cuja nova temporada é um fiasco de audiência, para ser considerada na categoria de Melhor Atriz de Série Dramática – neste ano as escolhidas foram Sandra Oh (“Killing Eve”), Tatiana Maslany (“Orphan Black”), Ken Russell (“The Americans”), Claire Foy (“The Crown”), Elizabeth Moss (“The Handmaid’s Tale”) e Evan Rachel Wood (“Westworld”).

Mas, ainda de acordo com a “Life & Style”, ela já teria um plano perfeito para dar pivô em uma festança daquelas que só existem na meca do showbiz. “Meghan tem planos de filmar um documentário sobre o trabalho humanitário que faz e essa seria uma forma de ser indicada a um Emmy, ou quem sabe até mesmo a um Oscar”, disse a tal fonte. Para quem trocou uma carreira B na telinha para se tornar uma Windsor, não chega a ser algo tão ambicioso assim, não é mesmo? (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…