Yayoi Kusama
Foto: 文部科学省ホームページ, via Wikimedia Commons

Sucesso da exposição de Yayoi Kusama em Londres mostra força da artista de 92 anos

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Uma das exposições mais hypadas do momento, “Infinity Mirror Rooms” – em cartaz desde 18 de maio no Tate Modern de Londres, e baseada na obra da japonesa Yayoi Kusama – acaba de ganhar uma nova leva de ingressos que já estão à venda no site do museu britânico. É que os primeiros se esgotaram em horas, deixando muita gente do universo artsy decepcionada. Mais uma boa notícia: em dezembro, o Tate deverá lançar mais uma leva de ingressos para a exposição, que ficará por lá até junho de 2022.

Tendo como ponto de partida uma mostra de Kusama datada de 2012, “Infinity Mirror Rooms” tem se destacado por dar aos seus visitantes a impressão de que estão em outra dimensão: como o “mirror ” (“espelho”, em inglês) de seu título dá a entender são vários espelhos sobrepostos entre si, com candelabros de cristal os rodeando, que se transformam em um universo à parte digno apenas de pessoas com a imaginação da artista de 92 anos.

Apesar da idade avançada, Kusama, que vive em Tóquio, continua produzindo seus trabalhos como sempre fez. Um desses assinados por ela, aliás, foi vendido em leilão, no começo do ano, por nada menos que US$ 15,2 milhões (R$ 81,8 milhões).

Você também pode gostar