Fame Ostearia
Divulgação

O que há por trás da portinha da escondida Fame Osteria

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Será que é mesmo aqui? Atrás daquela porta de metal, sem placa, espremida entre academia de ginástica e lojas no começo da rua Oscar Freire, em São Paulo, se esconde a tão falada Fame Osteria. Glamurama foi conhecer o talk of the town, o diminuto restaurante do chef romano Marco Renzetti. 

Aberto há um ano e sem muita pretensão por ele e pela mulher, Erika, o espaço funcionava como uma cozinha experimental e passou a atender os clientes órfãos de seu Pettirosso Ristorante, que fechou as portas em junho de 2020 por causa da pandemia.

A nova casa funciona apenas com um menu degustação de 10 etapas preparado na frente dos clientes e que muda conforme os melhores ingredientes do dia. Perfeitos, a lula com creme de tomate e cebola e o tortelli de costela bovina e cebola em caldo de vitela deveriam fazer parte do cardápio sempre. Difícil também eleger a melhor sobremesa da noite em que Glamurama esteve por lá: sorbet de frutas amarelas com zambaione ou o levíssimo tiramissú.

Com capacidade para atender apenas 16 clientes por vez, o Fame tem reservas até fevereiro de 2022. Mas insista porque pode haver alguma desistência e você conseguirá matar sua fame (fome, em italiano) de novidade mais cedo.

Você também pode gostar