Topless de Kate Middleton vai parar agora nos tribunais da França

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

A primeira vitória da família real inglesa na investigação criminal para descobrir os responsáveis pela publicação das fotos pela revista “Closer” – aquelas em que Kate Middleton aparece de topless durante férias na França – acaba de ser concedida pela justiça do país. Ernesto Mauri, executivo do grupo Mondadori, que publica a “Closer”, foi autuado pela polícia francesa e irá responder a processo por invasão de privacidade.

A fotógrafa Valerie Suau, que teria sido a responsável pelos cliques, também foi autuada sob a mesma acusação. O processo deverá correr nos próximos meses em um tribunal de Nanterre, perto de Paris, e tem tudo para ser um dos assuntos mais cobertos pela mídia britânica nos últimos anos.

 

Você também pode gostar