Ramo farmacêutico cria dois novos bilionários brasileiros. Quem?

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

A Bloomberg encontrou mais dois bilionários no Brasil. São eles os empresários Carlos Sanchez e Maurizio Billi, que fizeram fortuna no ramo farmacêutico graças ao boom no mercado dos medicamentos genéricos do Brasil. A empresa de Sanchez, a EMS, produz no Brasil os genéricos do Viagra, marca que pertence à gigante Pfizer. Já Billi é o acionista majoritário da Eurofarma. As fortunas deles são avaliadas, respectivamente, em US$ 2,9 bilhões e US$ 1,2 bilhão.

A Bloomberg ainda cita o caso de três famílias -os Dapiere, os Baptista e os Siaulys- que controlam os laboratórios Aché e possuem juntas fortunas bilionárias, embora nenhum dos clãs tenha um bilionário individual.

Sanchez rendeu manchetes em 2012 quando fez uma oferta de US$ 85 milhões pelo quadro “O Grito”, de Edvard Munch. O valor, no entanto, foi menor do que o oferecido por outro colecionador, e o empresário acabou ficando sem a obra. Billi é apaixonado por carros de corrida e chegou a competir no ano passado na Porsche Master Cup, que ele ganhou. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar