Jeff Bezos
Getty Images

Pedido de Jeff Bezos para desmontar ponte a fim de dar passagem ao seu mega-iate é negado

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

Lembra da ponte de ferro histórica que fica na cidade de Roterdã, na Holanda, e que no começo do ano o estaleiro Oceanco pediu para as autoridades de lá a autorização para desmontar a fim de dar passagem para lançar ao mar o mega-iate que construiu para Jeff Bezos, um brinquedinho marítimo de 127 metros de comprimento que custou ao centibilionário fundador da Amazon US$ 500 milhões (R$ 2,7 bilhões)? Glamurama contou a história na época, algo que deu o que falar e deixou os moradores da localidade holandesa bastante irritados.

Em razão disso, e conforme noticiado nessa sexta-feira pelo site de notícias holandês “Trouw”, o pedido do Oceanco, um dos líderes entre os grandes fabricantes de embarcações de luxo, foi negado pela administração pública de Roterdã, mesmo apesar de o terceiro homem mais rico do mundo (atrás do francês Bernard Arnault, o número dois, e de Elon Musk, atualmente a pessoa mais rica do planeta) ter oferecido custear toda a operação de logística tirando dinheiro de seu próprio bolso.

Com a negativa, o pessoal do Oceanco, que até então nunca tinha construído um barco de uso particular tão grande, ficou sem saber o que fazer, uma vez que a tal ponte está no caminho que lhe dá acesso ao Mar do Norte, por meio do qual o iate seria transferido para algum porto onde seria registrado. Bezos, que esperava usá-lo ainda nesse verão no hemisfério norte, chegou a atuar pessoalmente nas tratativas com os holandeses, que parecem não ter dado a mínima para sua fortuna de US$ 135,4 bilhões (R$ 720,5 bilhões).

A estrutura em questão, oficialmente chamada Koningshavenbrug e conhecida pelos locais como “De Hef”, tem 150 anos, não sucumbiu nem mesmo depois dos bombardeios que a tiveram como alvo na Segunda Guerra Mundial e passou por uma grande restauração, em 2017, durante a qual foi devidamente tratada como a obra arquitetônica de grande relevância que é. E agora ninguém sabe exatamente o que fazer com o “Y721”, o nome escolhido por Bezos para sua embarcação nababesca, que possivelmente não poderá inaugurar nesse ano como pretendia.

Você também pode gostar