A cantora no especial de Natal da Apple TV+
A cantora no especial de Natal da Apple TV+ || Créditos: Reprodução

Mariah Carey embolsou mais de R$ 51 milhões para estrelar especial de Natal da Apple TV+

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
A cantora no especial de Natal da Apple TV+
A cantora no especial de Natal da Apple TV+ || Créditos: Reprodução

Entra ano e sai ano e Mariah Carey continua sendo uma das estrelas da música que mais ganham dinheiro nessa época do ano. E não por acaso, já que o hit mais lucrativo do cantora continua sendo “All I Want For Christmas Is You”, lançado em 1994 e um dos principais “hinos natalinos” desde então. O single já rendeu a ela mais de US$ 60 milhões (R$ 308,5 milhões) apenas em royalties, e aí não incluídos os lucros que Carey leva pra casa cada vez que a canção volta a figurar nos rankings das mais tocadas e, por consequência disso, torna sua agenda de trabalho ainda mais atribulada.

Em 2020, no entanto, Carey não vai poder fazer tantos shows como em outras épocas. Mas em compensação a diva americana acaba de lançar sua própria marca de cookies, a Mariah’s Cookies, que começou a ser vendida na última sexta-feira nas 30 principais redes de supermercados dos Estados Unidos e também poderão ser comprados nos principais aplicativos de entrega de comida do país.

Mas nada se compara ao especial que a Apple TX+ lançou também na sexta, e que foi estrelado pela intéprete de “We Belong Together”. Intitulado “Mariah Carey’s Magical Christmas Special”, o programa contou com participações especiais de vários amigos dela (Ariana Grande, Jennifer Hudson, Tiffany Haddish e Snoopy Dogg, citando apenas os “mais mais”) e lhe rendeu, comenta-se por aí, um cachê de estimados US$ 10 milhões (R$ 51,4 milhões) – um presentão de Natal, diga-se de passagem. (Por Anderson Antunes)

Carey também lançou sua própria marca de cookies em 2020
Carey também lançou sua própria marca de cookies em 2020 || Créditos: Reprodução

 

 

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…