Lázaro Ramos: “Foi um desespero, mas estou orgulhoso”. Entenda

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Lázaro Ramos com Sheron Menezes, com quem contracena em “Lado a Lado”

Lázaro Ramos agora respira aliviado, mas acabou de passar por uma verdadeira prova de resistência nas gravações de “Lado a Lado”, durante as cenas que narraram a “Revolta da Chibata”, que aconteceu em 1910. “Fizemos tudo em cinco dias. Enquanto estava encenando, só pensava na quantidade de trabalho. Foi um desespero lembrar de tanto texto. Depois que terminamos, fiquei muito emocionado de ter vivido aquela situação. Estou orgulhoso de mim. A pretensão da trama não era ser uma aula de história, mas cumpriu esse papel”.

O ator conta que agora o foco ficará mesmo é na questão da emancipação feminina. “Olha só no que deu… No jornal da novela só tem homens trabalhando. Já hoje sou entrevistado quase sempre por mulheres”.

Você também pode gostar