Joseph Allen Maldonado-Passage, mais conhecido como Joe Exotic, e Kim Kardashian
Joseph Allen Maldonado-Passage, mais conhecido como Joe Exotic, e Kim Kardashian || Créditos: Reprodução

Joe Exotic pede a ajuda de Kim Kardashian para receber o perdão presidencial de Trump

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Joseph Allen Maldonado-Passage, mais conhecido como Joe Exotic, e Kim Kardashian
Joseph Allen Maldonado-Passage, mais conhecido como Joe Exotic, e Kim Kardashian || Créditos: Reprodução

Preso desde o ano passado, o ex-operador de zoológico americano Joseph Allen Maldonado-Passage – mais conhecido como Joe Exotic – quer a ajuda de Kim Kardashian para deixar o xilindró. Condenado a 22 anos de prisão por maus tratos a animais e por ter encomendado a morte da ativista Carole Baskin, ele enviou uma carta aberta para a reality star dias atrás na qual pede que a mais famosa das Kardashians, que defende as revisões de penas criminais em certos casos, o ajude a convencer Donald Trump a lhe conceder o perdão presidencial antes de deixar a Casa Branca, em 20 de janeiro.

“Eu sei que você não me conhece e talvez nunca queira me conhecer, mas acredito que você valoriza a justiça por causa do seu trabalho pela implantação de certos valores no sistema prisional de nosso país”, Maldonado-Passage escreveu na correspondência. “Por favor me ajude tirando apenas 10 minutos de seu tempo para falar com o presidente Trump por telefone sobre minha situação”, completou o criminoso condenado em seu apelo para a mulher de Kanye West, que em 2018 conseguiu convencer o presidente dos EUA a liberar uma vovó que havia recebido uma pena injusta décadas atrás.

A história dele foi destaque nesse ano na série documental “Tiger King: Murder, Mayhem and Madness” (“A Máfia dos Tigres”, na versão em português), que detalha em oito episódios as bizarrices de sua rotina como comerciante de grandes felinos. O programa acabou se tornando um dos maiores sucessos da gigante do streaming, atraindo mais de 34,3 milhões de espectadores apenas em seus primeiros dez dias no ar. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar