O maestro João Carlos Martins durante ensaio com o Coral Somos Iguais, com refugiados da Síria e África || Créditos: Divulgação

João Carlos Martins vai reger coral de crianças e jovens refugiados

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
O maestro João Carlos Martins durante ensaio com o Coral Somos Iguais, com refugiados da Síria e África || Créditos: Divulgação
O maestro João Carlos Martins durante ensaio com o Coral Somos Iguais, com refugiados da Síria e África || Créditos: Divulgação

João Carlos Martins vai reger 25 crianças e jovens refugiados da Síria e da África (Congo e Angola) nos dias 16, 17 e 18 deste mês no Teatro Santander, em São Paulo. Trata-se do coral Somos Iguais, criado pelo Projeto Humanitário da voluntária Daniela Guimarães. “Estamos ensaiando há 40 dias e o desenvolvimento tem sido extraordinário”, atesta o maestro. “Ter ao lado uma orquestra de ponta é algo que certamente ficará marcado na memória destas crianças para sempre”, diz ele referindo-se à Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, da qual é fundador e maestro titular. “A música tem um poder multiplicador incrível”, finaliza. O estilista Amir Slama também está envolvido no projeto e foi o responsável por todo o figurino do coral.

O maestro João Carlos Martins durante ensaio com o Coral Somos Iguais, com refugiados da Síria e África || Créditos: Divulgação
O maestro João Carlos Martins durante ensaio com o Coral Somos Iguais, com refugiados da Síria e África || Créditos: Divulgação

Em sua participação, o coral interpretará, entre outras canções, “Se Essa Rua Fosse Minha” e “The Lord Be Magnified”. Ainda no programa, músicas eruditas de grandes compositores como Johann Sebastian Bach e repertório dos Três Tenores – Plácido Domingo, Luciano Pavarotti e José Carreras, interpretado pelos tenores Jean William, Marcus Loureiro e Daniel Soufer. Programa perfeito para mergulhar fundo no espírito de Natal.

Teatro Santander
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo
16/12 – sexta-feira – 21 horas
17/12 sábado – 17 horas e 21 horas
18/12 – domingo – 18 horas
Informações e compras: (11) 4003-1022

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…