Sean Lennon abaixo e Gary e Addie Tomei
Sean Lennon abaixo e Gary e Addie Tomei || Créditos: Getty Images

Filho de John e Yoko em guerra com pais de Marisa Tomei. Vem saber!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Sean Lennon abaixo e Gary e Addie Tomei || Créditos: Getty Images
Sean Lennon e o casal Gary e Addie Tomei || Créditos: Getty Images

Uma briga de vizinhos se transformou em uma batalha legal por causa do crescimento de uma árvore em Greenwich Village, região luxuosa de Nova York. De um lado, os pais da atriz Marisa Tomei, Gary e Addie Tomei; do outro, o filho de John Lennon e Yoko Ono, Sean Lennon. Gary e Addie, que vivem em uma casa imponente no bairro, dizem no seu processo de US$ 10 milhões (R$ 32 milhões) que Sean, proprietário de uma casa vizinha, não quer dar uma chance à paz. Em vez disso, diz o processo, ele é “arrogante”, exigindo que o casal altere a entrada de seu triplex na zona histórica de Greenwich Village para que ele possa salvar uma árvore que está apodrecendo e que está invadindo o espaço da propriedade deles. “Sugerir que os Tomei transformem sua propriedade de 170 anos de idade para que Lennon possa desfrutar temporariamente de sua  árvore é um absurdo”, diz Gerald Walters, advogado do casal, em documentos judiciais apresentados nesta semana na Suprema Corte de Manhattan.

Créditos: William Miller/ Reprodução
Greenwich Village, Nova York|| Créditos: William Miller/ Reprodução

Os Tomei estão pedindo ao juiz que Sean Lennon remova a árvore que está apodrecendo na frente da casa deles. Eles dizem que as raízes estão rachando a calçada de seu edifício, entrando em seu porão e comprometendo a sua fundação. Embora constatado por especialistas que a obra da natureza vai viver por apenas mais 25 anos, Sean recusou-se a arrancá-la. Em vez disso, disse a Gary e Addie para pedirem permissão à Comissão de Preservação de Landmarks para cortar sua grade de ferro a fim de salvá-la. Eles afirmam: “A solução proposta para preservar a árvore exige que seja alterado o caráter histórico e arquitetônico de sua propriedade, o que é arrogante, presunçoso e irracional “, declara Walters nos documentos. O advogado também chama Lennon de “hipócrita”, visto que ele cortou parte das raízes da árvore para instalar um elevador em sua casa no bairro, comprada por US$ 9,5 milhões (R$ 30,5 milhões) em 2008. Os Tomei possuem sua propriedade desde 1994.

As partes irão a tribunal no próximo mês. E aí, quem leva a melhor?

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…