Dicas especiais de um dos destinos mais charmosos do verão europeu: a Sicília

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0

Despretensiosa e autêntica, a Sicília,  ilha no sul da Itália, é pura ferveção durante o verão europeu. Destino com belas paisagens e boas surpresas para quem não abre mão do luxo. Confira nosso roteiro com o que há de melhor por lá e programe-se.

Por Wanda Engel para a revista PODER
Fotos Pico Garcez

 

AÇÚCAR
Acima de Trapani,  fica Erice. Localizada no alto de penhascos, essa cidade medieval marcada por pequenas ruelas e igrejas é repleta de lojinhas de porcelanas e docerias. Especialidade das freiras moradoras dos conventos, os doces tornaram-se marca registrada do local. Destaque para a pasticceria Maria Grammatico. Outra delícia é o arancino, bolinho de arroz de risoto recheado, em geral, com queijo, presunto e carne moída.

ANZOL
Em frente a uma praia de pescadores de atum, encontra-se Bonagia. O hotel Tonnara di Bonagia é um castelo medieval que já funcionou como local de limpeza dos peixes.

MUSEU
Agrigento, no sul da Sicília, abriga o Vale dos Templos, parque arqueológico que é considerado um dos patrimônios da humanidade. São cerca de dez templos e santuários que datam do período helênico – a antiga cidade grega de Akragas ficava ali – e ainda hoje estão muito bem conservados.

PLANÍCIE
Ao leste, Taormina é a cidade mais europeia da ilha. Pequenos bares e restaurantes rústicos, hotéis pendurados em encostas – destaque para o San Domenico Palace Hotel –, cercados pela natureza privilegiada, tornam o lugar especial. Não deixe de conferir o teatro grego, que foi quase totalmente reconstruído pelos romanos.

SAFRA
Na região de Vallelunga Pratameno, encontra-se a Tenuta Regaleali. Eleita como a melhor da Itália pelo Guia Vini d’ Itália em 2012, a vinícola merece a visita. Entre vinhas e jardins cheios de charme, o local, especializado no vinho Tasca d’Almerita, abriga uma pequena pousada construída no fim do século 19. Os hóspedes – cerca de 12 no máximo – participam de degustações e refeições saborosas. Os gourmets ainda podem se aventurar na escola de cozinha comandada por Fabrizia Lanza. Ao redor, uma horta superequipada. Destaque para o vinho Rosso del Conte 2007, além de pratos como ravióli de ricota e menta, e costeleta de cordeiro, todos feitos com ingredientes locais.

CARDÁPIO
Conhecer o La Madia, em Licata, é uma experiência gastronômica imperdível. Com duas estrelas no Guia Michelin, o local atrai gourmets de todos os lugares do mundo. De olho na tradição da culinária local, o chef Pino Cutaia utiliza os ingredientes mais frescos da região para elaborar uma cozinha autoral, com sabores simples e criativos. Vale pedir o menu degustação do dia. Entre os destaques, pães quentinhos, uma caprese de queijo de búfala com uma leve película que derrete por dentro sobre um leve creme de tomates. E ainda peixes, polvo e atum, sempre cozidos com extrema precisão.

REFÚGIO
Saindo de Palermo, na costa oeste da Sicília, está Trapani e arredores. No caminho, vale conhecer o Castellammare del Golfo. Com pouco mais de 14 mil habitantes, a singela cidade tem natureza privilegiada. Nos pequeninos restaurante locais, todos com vista de impressionar, é possível encontrar uma boa caprese e um spaguettini ao alho e óleo e pimenta calabresa de excelente qualidade.