Peter Beard || Créditos: Reprodução

Corpo de fotógrafo famoso desaparecido há semanas nos EUA é encontrado em Long Island

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Peter Beard || Créditos: Reprodução

Depois de semanas de procura, o corpo do fotógrafo americano Peter Beard foi finalmente encontrado nesse domingo, em uma grande área verde do Camp Hero State Park de Long Island, não muito distante de sua casa. Beard, que tinha 82 anos e sofria de demência, desapareceu no fim do mês passado. A causa de sua morte ainda não foi divulgada. Um dos grandes fotógrafos da atualidade, além de habitué do Studio 54 e bff de Andy Warhol, ele sempre teve o hábito de sair para longas caminhadas e graças a isso ganhou de amigos o apelido de “Walkabout” (algo como “Andarilho”). Autor de registros icônicos que já inspiraram até looks de Beyoncé Knowles, muitos dos quais foram vendidos em leilão por somas acima de US$ 500 mil, Beard começou a trabalhar no fim dos anos 1930, cobrindo as festas da alta sociedade de Nova York.

Mais pra frente, no meio dos anos 1960, o fotógrafo viajou para a África depois de ter lido o clássico “Out of Africa” e se apaixonou pelo continente, ao ponto de ter comprado um rancho de 18 hectares no Quênia, que se tornou sua base por lá, e no qual chegou a ter como vizinha a escritora dinamarquesa Karen Blixen (mais conhecida pelo pseudônimo Isak Dinesen), morta em 1962. Formado em Yale, Beard namorou e descobriu várias modelos, foi casado três vezes (inclusive com a ex-supermodelo Cheryl Tiegs, entre 1981 e 1983) e também foi íntimo de outros artistas lendários além de Warhol, como Francis Bacon e Truman Capote. Autor de vários livros, entre eles o elogiadíssimo “The End of the Game”, publicado em 1965, ele passou seu últimos anos entre NY e a África, e deixa uma filha, Zara Beard. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…