Cazuza faria 63 anos neste domingo e para homenageá-lo Ney Matogrosso participa de regravação do hit ‘Brasil’

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Almério e Ney Matrogrosso gravam ‘Brasil’, de Cazuza / Crédito: Divulgação

Neste domingo, Cazuza completaria 63 anos e, para homenageá-lo, o pernambucano Almério começa a lançar novas leituras dos clássicos do cantor e compositor. Para começar, o artista lança o single ‘Brasil’, com participação especialíssima de Ney Matogrosso. Cantar ‘Brasil’ já é um mar de desafios, por muitos motivos. Eu precisava de uma voz  poderosa como a do Planeta Ney, que foi de uma generosidade e beleza de emocionar o mundo”, comemora Almério.

Para Ney, o que mais impressiona é a atualidade do pensamento de Cazuza, não somente nesta canção, mas em todas as suas obras. “Foi fácil ajustar a tonalidade da minha voz com a do Almério. A gravação ficou muito boa”, avalia ele, que foi namorado de Cazuza e conhece o cantor como poucos.

“Paralisei por alguns segundos e logo começou a surgir muita inspiração. Eu sou do Agreste de Pernambuco, nasci na cidade de Altinho, de família humilde. Era 1993 quando meu irmão, de mais idade do que eu, começou a trabalhar em Caruaru e lá ele comprou o primeiro CD: era uma coletânea de Cazuza. Dois anos depois conseguimos comprar um “discman” e eu ficava lendo e relendo o encarte com as letras, imaginando a força dele. Um cantor, compositor, poeta do Rio de Janeiro, cenário dos filmes, novelas, livros e músicas que eu consumia, quase inalcançável pra mim. A música do Cazuza veio me beijar e me salvar, atravessando horizontes pra descansar meu coração numa cidade perdida no mapa do planeta”, lembra Almério.

Além de ‘Brasil’, o cantor pernambucano lançará também um segundo single: uma versão para ‘Amor, Amor’, que também estará disponível em todas as plataformas de streaming a partir de domingo.

Você também pode gostar