Publicidade

Num bate-papo com a diretora criativa, entendemos sobre os bastidores da marca e sobre a influência das mulheres dentro dela 

Com os anos, vemos uma mudança significante na indústria, conforme mulheres vão cada vez mais conseguindo papéis importantes em diferentes ramos. Tatiane Knorst, diretora criativa da Flor de Lis, explicou um pouco sobre como é ser uma mulher numa posição importante na indústria. A marca faz parte do grupo Deliz, e está no ramo de roupas femininas, muito marcante por sua feminilidade, confiança e poder. 

Segundo Tatiane, o processo de direção criativa exige um olhar amplo do mundo, sempre atento às novidades, situações, possibilidades, sempre selecionando as oportunidades que têm um maior match com a marca.

“A mulher, como protagonista de sua própria história, tem o papel de decidir o que é relevante para sua vida, seja ela pessoal, profissional e familiar. Busco em toda a coleção evidenciar o que a mulher tem de mais especial, para que ela se enxergue muito além de um look elegante e sofisticado, mas que através dele ela possa empoderar ainda mais sua personalidade e sua imagem. Acredito que mulheres positivas geram ações que podem mudar o mundo!” conta. 

Na visão de Tatiane, o maior desafio que as mulheres encontram na indústria da moda é o mercado, que é muito amplo no segmento. Na Flor de Lis, mais de 80% das posições de gestão, estratégia e operacional são ocupados por mulheres, mas isso é raro. Por conta do mercado ser muito amplo e volátil, é preciso se adaptar o tempo todo, além de muita resiliência, e nisso, Tatiane diz que as mulheres são experts. “Experts em serem resilientes, em enxergar longe, criar caminhos novos e conquistar seus objetivos. A indústria da moda, por toda sua história, teve grandes nomes femininos em destaque. Vejo com felicidade que, atualmente, há uma crescente de mulheres nesse espaço de destaque no mercado da moda!”, afirma. 

Parte da responsabilidade do empoderamento e inspiração para mulheres são das marcas e campanhas. Na Flor de Lis, em especial, eles têm o propósito de surpreender, empoderar e inspirar mulheres em todas as coleções. “Aqui acreditamos que o outfit é só um detalhe, o que vale de verdade é o sentimento que ele desperta em cada mulher quando ela se vê no espelho.”

Além disso, Tatiane aconselha a ter dedicação e trabalhar duro:

“Não tenha medo e nem vergonha de começar no início da cadeira produtiva. Cada etapa importa, desde um simples corte, um acabamento, uma embalagem até mesmo a concepção e criação de uma coleção inteira. É preciso entender e se aprofundar em processos de gestão e liderança, trabalhar para que sua equipe desfrute da mesma paixão que a sua pela moda! Que eles tenham os mesmos objetivos e que trabalhem todos juntos, em equipe, para alcançar os objetivos. Cada pessoa importa.”

Para finalizar, a diretora criativa da Flor de Lis afirma que as marcas de moda devem ressaltar os sentimentos femininos e empoderar a mulher, que tem tantos papéis importantes. “Mãe, dona de casa, empreendedora, amiga, filha etc. Quer assunto mais incrível que esse para retratar? Hoje a Flor de Lis traz, em sua maioria, mulheres para as posições estratégicas da marca. Queremos mulheres conversando sobre e com mulheres, acreditamos nessa força e sempre salientamos que elas podem ocupar qualquer espaço!” pontua. 

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Milan Guide

Milan Guide

Estou prestes a embarcar para o Salone Del Mobile.Milano, um marco na indústria do design que celebra sua...
Dia 12 de Abril

Dia 12 de Abril

Festival de Cannes À medida que o Festival de Cannes se aproxima de seus 80 anos, Thierry Frémaux...
Dia 11 de Abril

Dia 11 de Abril

Fragrâncias de Chanel Pelo terceiro ano consecutivo, a Chanel encanta novamente a capital com seu jardim efêmero durante...

Instagram

Twitter