Publicidade

O The Dylan Amsterdam é um verdadeiro tesouro da capital holandesa. Instalado num edifício histórico (que já foi o primeiro teatro de Amsterdam e onde o pintor Rembrandt trabalhou como assistente de produção), o hotel boutique está localizado no prestigiado canal Keizersgracht, no coração do badalado bairro 9 Streets. Logo na entrada fui transportado para um mundo onde o charme do passado encontra o luxo contemporâneo.

A história do Dylan é tangível desde o primeiro olhar. Embora o prédio original tenha sido destruído, os vestígios do passado se fundem harmoniosamente com a modernidade. O arco de pedra na entrada e o pátio de paralelepípedos testemunham a antiga grandeza deste local, enquanto a recepção, com suas linhas limpas e tons de preto e cinza, exala o refinamento contemporâneo.

No entanto, foi no lobby que realmente senti a alma do hotel. Com seus pisos de madeira bruta, paredes lambrisadas e confortáveis poltronas de couro envelhecido dispostas ao redor da lareira, o ambiente era ao mesmo tempo acolhedor e autêntico. Era o lugar perfeito para relaxar após um dia explorando a cidade.

 

O bar-restaurante, logo em frente, também me impressionou com sua mistura bem-sucedida de passado e presente. Os detalhes históricos, como as vigas aparentes e os pisos de pedra, se casavam harmoniosamente com o design contemporâneo das poltronas com linhas perfiladas. O balcão curvo, iluminado por uma rampa de luminárias em latão, adicionava um toque de sofisticação ao ambiente. A vista para o belo pátio interno sombreado acrescentava uma atmosfera romântica à experiência culinária.

Cada quarto é requintado e único, com estilos diferentes que combinam características históricas e design contemporâneo. Aconchegantes e refinados, são verdadeiros refúgio de paz no coração da cidade movimentada. Fiquei hospedado na luxuosa suite com vista para o jardim. Cada suíte possui um design diferente, apresentando uma cama Queen size e uma grande e deliciosa banheira. Depois de passar uma noite neste oásis de conforto, era difícil sair do meu quarto.

No The Dylan, fica evidente que o luxo não está na opulência. Alguns o chamam de discreto, outros de quiet luxury. Sua decoração busca combinar perfeitamente o charme histórico dos edifícios patrimoniais com elementos de design de interiores contemporâneos.

Para aqueles que procuram uma experiência gastronômica de alta qualidade, seu restaurante estrelado Vinkeles é um verdadeiro destaque.

Em suma, minha estadia no Hotel Dylan em Amsterdam foi uma experiência excepcional. Entre sua localização ideal, seu design elegante, sua atmosfera acolhedora e seu serviço impecável, este estabelecimento incorpora o luxo discreto e refinado. Perfeito para uma escapada romântica ou uma exploração da cidade, o The Dylan é um endereço que eu recomendo vivamente a todos que buscam uma experiência autêntica e memorável em Amsterdam.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 12 de Abril

Dia 12 de Abril

Festival de Cannes À medida que o Festival de Cannes se aproxima de seus 80 anos, Thierry Frémaux...
Dia 11 de Abril

Dia 11 de Abril

Fragrâncias de Chanel Pelo terceiro ano consecutivo, a Chanel encanta novamente a capital com seu jardim efêmero durante...

Instagram

Twitter