Publicidade
No Southwest Ranches, a casa à venda mais barata custa US$ 6,8 milhões || Créditos: Divulgação/Sotheby's International Realty
No Southwest Ranches, a casa à venda mais barata custa US$ 6,8 milhões || Créditos: Divulgação/Sotheby’s International Realty

No mercado imobiliário para as pessoas sem limitações financeiras, a singularidade não é apenas um bônus: é uma necessidade. E nesse “universo paralelo” em que compradores podem já ter múltiplas residências, todas de tirar o fôlego e espalhadas pelo mundo, uma piscina infinita de frente para o mar não vai, necessariamente, fazer cair o queixo de um bilionário brasileiro que tem um apartamento na “Ala dos Bilionários” de Manhattan e outro na Avenue Gabriel de Paris, por exemplo. No entanto, o que poderia fazer as pupilas dele dilatar é um estábulo completo, abrigando uma manada de cavalos de polo meticulosamente treinados com campos verdes a perder de vista, ideais para uma cavalgada, entre as melhores atividades ao ar livre – e um dos simples prazeres redescobertos por todos que se trancaram em casa durante a quarentena.

Esse cenário não é uma fantasia, mas sim uma realidade emergente em lugares como o Mandarina Resort & Residences, um condomínio fechado exclusivíssimo que fica na vila de Riviera Nayarit da península de Punta Mita, no México, também conhecida por seus seis estrelas Four Seasons Punta Mita e St. Regis Punta Mita. A casa mais barata à venda no seleto clube de mansões custa US$ 6,8 milhões (R$ 33,9 milhões), e a mais cara, em torno de US$ 35 milhões (R$ 174,6 milhões). Ambas, assim como todas as outras do empreendimento, possuem instalações equestres de última geração – e longas filas de interessados em comprá-las dispostos a pagarem até um premium, se preciso.

Isso faz entender porque Gisele Bündchen recentemente desembolsou US$ 9,1 milhões (R$ 45,4 milhões) por um château na Flórida. Essa aquisição milionária da supermodelo, intermediada pela Sotheby’s International Realty, está longe de ser um capricho de celebridade, e ilustra uma tendência crescente no mercado imobiliário de luxo internacional: a valorização de propriedades com instalações equestres. Localizada na extremidade leste da famosa região pantanosa dos Everglades do estado americano, a nova residência da brasileira fica no hypado vilarejo de Southwest Ranches, que se destaca como um lugar que evoca o charme rústico das fazendas, mas com um toque luxuoso.

Com um terreno de mais de 30 mil metros quadrados, o novo endereço de Bündchen é um verdadeiro santuário para animais, com dois anéis de cavalo, um campo de futebol e uma piscina (com borda infinita, por sinal). Segundo corretores que atuam em Miami, a propriedade de alto padrão a cerca de 40 minutos de carro da cidade é coisa rara por lá atualmente. Não é todo dia que qualquer outra dessa magnitude e tão próxima de um centro urbano surge nos classificados, garantem. Esse, portanto, não foi outro investimento imobiliário feito por ela, mas também é uma aparente e bem pensada aposta dela em uma crescente tendência contemporânea de estilo de vida. Em tempo: Bündchen tem ainda uma casa em Indian Creek, uma ilha do condado de Miami-Dade que comprou no fim do ano passado por US$ 11,5 milhões (R$ 57,3 milhões).

Localização, localização, localização

Em primeiro lugar, claro, o ponto óbvio: localização. Uma propriedade situada em uma região onde a equitação é culturalmente significativa ou esportivamente popular, como na Flórida, um belo estábulo e uma pista de treinamento para cavalos serão um grande atrativo. O próprio Mandarina, onde a equitação e o polo têm uma rica história, evidenciam o mesmo. Nesses locais, uma arena equestre é um aceno para a cultura local e um ímã para compradores interessados.

O poder da demanda de mercado

Claro, a demanda de mercado é outra consideração crucial. Se há uma alta demanda por propriedades com instalações equestres, isso pode, por si só, impulsionar o valor do imóvel. O “luxo” é, afinal, muitas vezes uma questão de oferta e demanda. Quão muitas propriedades podem oferecer um ambiente para alguém e seu cavalo desfrutarem juntos? Quando essa oferta é escassa, o valor dispara.

O luxo como refúgio econômico

Em tempos de incertezas econômicas, com previsões de crises iminentes circulando, investir em imóveis de alto padrão ressurge como uma das opções mais seguras. Esse é particularmente o caso para indivíduos extremamente ricos, como a própria Bündchen, cuja fortuna é estimada em mais de US$ 400 milhões (R$ 2 bilhões). O mercado imobiliário da Flórida, já conhecido por atrair um público de multimilionários e bilionários, tem se mostrado ainda mais atraente devido à inclusão de comodidades exclusivas, como instalações equestres. Essas não apenas valorizam o investimento, mas também conferem um toque de exclusividade que muitos compradores buscam.

Investindo em qualidade

É imperativo que as instalações equestres sejam não apenas existentes, mas também excelentes. Nos Estados Unidos, a fiscalização de propriedades residenciais com estábulos e atrativos do tipo é reforçada a fim de garantir que estejam sempre bem mantidos, modernos, e seguros. Isso as torna mais propensas para que tenham uma valorização acima da média. O exemplo do Mandarina é ilustrativo aqui: o resort e complexo residencial não apenas oferece um espaço para cavalos, mas faz isso em grande estilo, com instalações projetadas por arquitetos de renome e mantidas por profissionais, tudo devidamente documentado e com as licenças em dia.

Questões legais e restrições de zoneamento

A propósito, com a sustentabilidade sendo tratada como plano de negócios na atual conjuntura, nada pode depreciar mais rapidamente o valor de uma propriedade do que problemas legais. Nos EUA, qualquer instalação equestre que não estiver em conformidade com as leis e regulamentações locais, além de não ser aceita por nenhum corretor buscado para vendê-la, dificilmente trocaria de donos sem essa papelada atualizada. Há ainda um “plus”: em Southwest Ranches, apenas cavalos resgatados são aceitos. Não se trata apenas de uma questão ética, é também uma consideração pragmática que pode afetar significativamente o valor de revenda.

Tendências gerais e o peso da exclusividade

O mercado de luxo é moldado por tendências que transcendem localidades individuais. Recentemente, temos visto uma busca por “experiências únicas” que definem o que é verdadeiramente luxuoso. Daí o boom das instalações equestres. Elas não apenas oferecem uma comodidade mas também garantem uma rotina diferenciada que vai além do convencional. Isso é exatamente o que compradores no segmento de luxo estão buscando.

Consultando os especialistas

A avaliação da adição de valor de instalações equestres em uma propriedade de luxo é complexa e multifacetada – e isso em qualquer país. Portanto, sempre é uma boa ideia consultar especialistas em imóveis e talvez até mesmo realizar uma avaliação formal. O apelo de comodidades como estas é altamente dependente de fatores que variam do local à qualidade da instalação, e só uma análise aprofundada pode dar um panorama claro.

Em resumo, esses “haras gourmetizados” estão se tornando mais do que um simples “extra”. Sempre em constante redefinição e agora mais do que nunca, o luxo encontra em amenidades um diferencial que faz delas tão imperdíveis quanto interessantes. Se bem executadas e estrategicamente alinhadas com outros fatores críticos, como localização e demanda de mercado, elas podem representar um investimento inteligente, tanto em termos financeiros quanto na busca por um estilo de vida verdadeiramente único. Bündchen deve saber bem disso.

Vista aérea do château de Bündchen || Créditos: Reprodução/Sotheby's International Realty
Vista aérea do château de Bündchen || Créditos: Reprodução/Sotheby’s International Realty

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Ping Pong por Cris Dios

Ping Pong por Cris Dios

Cris Dios é apaixonada pela natureza, pela cosmetologia natural e pelo cuidado com os fios de forma saudável....

Instagram

Twitter