Alexandre Arnault
Reprodução/Instagram

Bernard Arnault, CEO do LVMH, é contrariado pelo filho sobre investimentos no metaverso

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Dias depois de seu pai declarar que não leva muita fé no metaverso, Alexandre Arnault – um dos filhos de Bernard Arnault, fundador e CEO do LVMH – lançou seu primeiro Cryptopunks, que nada mais é do que uma foto de perfil para redes sociais no formato de um Token Não Fungível (NFT, na sigla em inglês).

Alexandre, que cuida do departamento de comunicações da Tiffany & Co., agora usa a imagem em 3D em seus perfis oficiais no Twitter e no Instagram. Chamado de “Punk 3167”, o NFT dele foi adquirido por 160 Ethereums, o equivalente a US$ 416,4 mil (R$ 2,2 milhões).

O departamento de imprensa do maior conglomerado de marcas de luxo do mundo já confirmou que o “Punk 3167” realmente pertence a Arnault, mas não deu mais detalhes além disso. E apesar de se tratar de algo da vida pessoal de Arnault, seu NFT está sendo entendido como uma espécie de visão de futuro do LVMH sob o comando dos filhos de Arnault.

E, apesar do pouco interesse de Arnault no metaverso e seus equivalentes, o LVMH está fundando uma ONG junto com a Prada e o conglomerado de marcas de luxo suíço Richemont com o objetivo de rastrear produtos com algum tipo de identidade baseada em NFTs.

Você também pode gostar