Carol Biazin
Foto: Divulgação/Lana Pinho

Carol Biazin grava DVD com produção exclusivamente feminina: “Flui muito melhor”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Inquieta, a cantora Carol Biazin grava de seu primeiro DVD ao vivo. Com produção exclusivamente feminina, o show que vai se transformar no registro acontece nesta quinta-feira (02.12), no recém-reformado Cine Joia, em São Paulo. A apresentação é a estreia da turnê “Beijo de Judas”, homônimo ao nome do primeiro disco da artista de 24 anos.

Em conversa com o GLMRM, Carol comenta sobre a decisão que visa incentivar e expandir a participação da mulher na produção de shows, eventos e espetáculos. “Era algo que já estava pensando faz tempo. Eu e minha equipe pensamos muito em projetos diferenciados. A partir disso, chegamos nessa ideia de trabalhar só com mulheres nessa gravação do DVD. Já tinha feito um registro quando tinha 14 anos, mas agora, pela primeira vez na minha vida, estou realmente envolvida, sentei, produzi o show, vendo o 360° de tudo”, diz a artista, que está ansiosa para retornar aos palcos após a pandemia.

Foto: Divulgação/Lana Pinho

A artista exalta a ideia de mostrar um mercado que deve ser ainda mais ser explorado. “O negócio flui muito melhor quando só tem mulher (risos). É algo muito difícil de fazer, mas, ao mesmo tempo, está leve, porque todas essas mulheres estão trazendo leveza. É um projeto para mostrar que é possível. Eu como mulher na indústria sei o quanto é difícil e faço questão de trazer isso comigo.”

“Tivemos dificuldades, sim, até registramos isso para mostrar para as pessoas como é difícil encontrar mulheres, principalmente para fazer luz de show, o som. Muito tenso e as poucas mulheres que tem são muito concorridas”

Carol Biazin sobre trabalhar com uma produção 100% feminina

O espetáculo gravado também conta com participações especiais de Luísa SonzaVitão e Luccas Carlos. “Todas as pessoas que chamei para participar deste álbum, eu sou fã e sempre tive uma admiração pelo trabalho e pela pessoa. Ter essas participações dá um gás diferente, te dá a sensação de estar no caminho certo. Para mim, feat. é isso, unir um outro universo que não tem muito a ver com o meu, apender com aquilo. Adoro conseguir furar a bolha de públicos, conseguir chegar em outras pessoas”, entrega Carol, que sonha fazer uma parceria com Nathy Peluso, Ludmilla, Iza e Bivolt.

Neste seu último disco, a artista também dividiu a música “Raio X” com Dilsinho. “Essa faixa tem uma melodia de pagode, no entanto, que chamei o Dilsinho, porque quando escrevi pensei que tinha muito a ver com ele. Essas melodias mais românticas, a galera ama, o tema desse amor que não vai, as pessoas se identificam. Quem nunca viveu um negócio assim? (risos)”, comenta ela, que destaca que a canção é uma de suas favoritas do álbum.

Mesmo trabalhando com suas parcerias em singles, a paranaense exalta o valor do disco. “Estou com essa esperança que o álbum retorne. Estou vendo cada vez mais artistas lançando discos, que não querem mais lançar coisas picotadas, que querem parar para pensar um pouco. Isso diferencia o consumo das pessoas”, desabafa ela, que afirma que não tem preconceito com músicas mais “soltas”.

Obviamente produzir um álbum completo gera uma dedicação maior, o que Carol fez muito durante a pandemia. “Produzi muito, mas procrastinei bastante também, joguei videogame, assisti muita série, filme. Tentei começar a treinar, larguei mão, depois tentei de novo e parei. Cozinhei muito, aumentei meu cardápio de culinária. Nisso, fiquei com meus gatos 24 horas por dia.”

Mesmo com uma rotina agitada, ela confessa não abre mão do seu momento consigo mesma. “Banho e skincare são meus momentos favoritos. Posso chegar em casa o horário que for, mas cuido da minha pele. Sou fissurada pelo autocuidado mesmo”, entrega.

“Não sou de sair com muita maquiagem. Tem dias que estou mais relaxada, outros que paro e me arrumo, mas quando faço isso, sou a mais vaidosa do mundo, fico duas horas me arrumando”

Carol Biazin
Foto: Divulgação

Você também pode gostar