C. Tangana

6 artistas “latinos” do momento para ficar de olho e ouvir sem parar

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Depois do megasucesso de “Despacito”, o reggaeton e outros desdobramentos da música latina tomaram de vez seu espaço no mundo pop. Nomes como Anitta, J Balvin, Rosalía e Maluma são figuras carimbadas em grandes hits, parcerias musicais e festivais ao redor do mundo. Agora, novos nomes seguem espalhando o ritmo influenciado pelo hip hop, pela salsa e pela música eletrônica. Para os apaixonados por essa cultura, o Glamurama reuniu em uma lista as figuras mais significativas do momento. Scroll!

Jhay Cortez

Dono do hit “Christian Dior”, que remete ao perfume da grife francesa, Jhay Cortez é um cantor e compositor porto-riquenho. Aos 28 anos, ele já foi sondado para parcerias com grandes nomes da indústria latina como J. Balvin, Ozuna e Bad Bunny. Seu último lançamento é “En Mi Cuarto” com Skrillex (compositor norte-americano de música eletrônica, parte do Jack Ü com Diplo) .

Rauw Alejandro

Parte da nova geração de cantores urbanos porto-riquenhos, Rauw Alejandro, de 28 anos, teve seu álbum de estreia, “Afrodisíaco”, lançado em novembro de 2020. Depois desse trabalho, artistas como Selena Gomez e Jennifer Lopez se renderam ao talento do cantor, que pode ser conferido nas faixas “Baila Conmigo” e “Cambia el Paso”, respectivamente. Um dos seus maiores sucessos nas plataformas de streaming é “Todo por Ti”, hit extremamente dançante. Recentemente, ele foi apontado como o novo affair da cantora Rosalía, já que os artistas foram flagrados saindo de um restaurante em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Guaynaa

Namorado de Lele Pons, influencer amiga de Anitta, o rapper porto-riquenho de 28 anos é conhecido pela canção “ReBoTa”, que se tornou sua primeira música a alcançar a parada de canções quentes latinas da Billboard, em abril de 2019. O trabalho do latino conquistou o Major Lazer, dos produtores musicais Diplo e Switch. A admiração rendeu o hit “Diplomatico”, que compõe o álbum “Music Is The Weapon”, repleto de remixes da dupla. Além desta faixa, o disco inclui “Pra Te Machucar”, música de Ludmilla e ÀTTØØXXÁ.

Tokischa

Conhecida como Tokischa, a rapper dominicana é natural de San Felipe de Puerto Plata. Depois de trabalhar como modelo para o fotógrafo Raymi Paulus, foi convidada a entrar na indústria da música. Após fazer experimentos no rap, solo e na companhia de terceiros, a cantora aposta agora no dembow, ritmo musical vibrante que se originou na Jamaica e hoje é um dos símbolos da música produzida na República Dominicana. Tokischa já é descrita como uma representante da “nova ordem feminina”. Muito bem relacionada, a artista de 25 anos já coleciona parcerias com Rosalía, no hit “Linda”, e J Balvin, na faixa “Perra”.

C. Tangana

C. Tangana não é oficialmente latino, é hispânico, mas teve um dos discos mais celebrados de 2021, “El Madrileño”, que inclui a participação do brasileiro Toquinho, com quem divide os vocais na bossa-funk “Comerte Entera”. O tamanho do sucesso pode ser medido em sua apresentação triunfante no NPR “Tiny Desk (At Home) Concert”, que soma mais de 16 milhões de visualizações (e contando).

A prova do poder desta indústria? Camila Cabello, que trabalha em seu terceiro álbum solo, comentou recentemente que se inspirou no rapper espanhol para seu novo trabalho. Colhendo o sabor desse sucesso, o ex de Rosalía, com quem gravou “Antes de morirme”, acaba de lançar “Yate”, um single que tem a cara do verão europeu pós-pandemia.

“Durante as férias olhando para o mar turquesa, comecei a pensar em uma viagem pelo Mediterrâneo: o sul da França, a Itália, Córsega”, explica Tangana. “Como soaria a música de iate do El Madrileño? Mergulhei na música espanhola dos anos 1970, que incorporava arranjos sofisticados e cheios de alma. Eu queria fazer uma música alegre que deixasse as pessoas de bom humor depois de um ano tão difícil.”

Kali Uchis

Aos 27 anos, a colombiana-americana chamou a atenção da mídia e de artistas como Snoop Dogg e Tyler, the Creator por sua mixtape “Drunken Babble” e seu EP “Por Vida”. Em seguida, o hit “telepatía”, do álbum “Sin Miedo (del Amor y Otros Demonios)” estourou e ganhou destaque nas paradas da Billboard. No clipe, Kali investiu na representação de Pereira, na Colômbia, cidade onde passou a infância. As ruas serviram de cenário para a cantora enquanto caminhava com uma bicicleta e versava sobre amor.

Sem abandonar sua outra língua, a cantora participou de “Drugs N Hella Melodies”, hit do rapper Don Toliver, que faz parte dos JackBoys, um coletivo e grupo de rappers americanos contratados pela Scott’s Cactus Jack Records do rapper Travis Scott.

Além de cantora, ela é designer de moda, o que pode ser notado em seu estilo original e característico. Kali estava confirmada para a edição do Lollapalooza 2020, mas devido às mudanças de datas devido à Covid-19, o line-up divulgado previamente deve sofrer alterações.

Play! para conferir a playlist do Glamurama com os principais e mais interessantes hits do momento.

Você também pode gostar