Cerebro
Reprodução/Unsplash

Estudo de Harvard aponta que o cérebro processa os sons de forma “semi-telepática”

11 Compartilhamentos
11
0
0
0
0

Um estudo feito pelo departamento de neurociências da universidade Harvard, dos Estados Unidos, e recentemente publicado pela revista americana “Quanta Magazine”, uma das mais importantes publicações do meio científico internacional, trouxe evidências de que a forma como nossos ouvidos processam certos sons e principalmente a voz está totalmente em desacordo com o que se pensava até então.

Em resumo, o que os cientistas responsáveis pelo estudo descobriram é que o cérebro processa esses sons muito antes de que algo seja dito, e sem a interferência de barulhos externos como sempre se teorizou, o que na prática indica que possuímos uma capacidade para uma certa “semi-telepatia” parecia com aquela vista nos filmes de ficção científica.

Observadora do tal estudo, a neurocientista cognitiva americana Dana Boebinger o classificou como algo “monumental” que também pode ter impacto no entendimento atual sobre como nossa visão processa as imagens em nossa frente. Ou seja: tais descobertas apontam que o mundo como o conhecemos pode ser totalmente diferente da forma como o vemos e o ouvimos.

Ainda em fase de apresentação à comunidade científica, o estudo feito em Harvard foi em parte bancado pela The Edmond J. Safra Philanthropic Foundation, controlada pela brasileira Lily Safra, que vive na Europa.

Você também pode gostar