20.11.2015  /  12:52

Vocalista do Maná dá recado a Trump em discurso no Grammy Latino

Muitos acharam que o discurso de Fher tenha sido direcionado a Donald Trump || Créditos: Getty Images
Xenofobia de Donald Trump ganha crítica velada em discurso de Fher no Grammy Latino || Créditos: Getty Images

Durante as apresentações do segundo dia da 16ª edição do Grammy Latino, que aconteceu no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, nos Estados Unidos, o vocalista do grupo mexicano Maná, Fher, fez um discurso com conotação política, lembrando as eleições nos EUA em 2016: “Os Estados Unidos é o país com o maior número de falantes da língua hispânica no mundo, isso quer dizer que é preciso exercer o nosso poder, é preciso votar em pessoas que darão mais qualidade de vida aos latinos. Usem a sua força latinos!”, disse ele, enquanto seus colegas de banda levantavam cartazes com os dizeres: “Latinos, unidos, não votem nos racistas”.

Para a plateia ficou claro que o discurso era um recado ao pré-candidato do Partido Republicano Donald Trump, que recentemente disparou declarações xenófobas, chamando os imigrantes mexicanos de “estupradores e traficantes de drogas” e chegou a afirmar em discurso que, se fosse eleito, expulsaria todas as pessoas sem documentos do país. Outras personalidades e instituições já se levantaram contra Trump como as TV’s mexicanas, a loja de departamento Macy’s, o cantor Julio Iglesias e até a cidade de Nova York.

Renata Araújo, do blog You Must Go, acompanhou de perto o Grammy Latino para o Glamurama.

Na galeria abaixo, mais da participação do Maná na premiação.