16.12.2020  /  10:24

Vizinhos de Trump na Flórida enviam carta ao republicano para avisá-lo que ele não é bem-vindo por lá

Donald Trump e sua Mar-a-Lago: se depender dos vizinhos dele lá, sua mudança para o local não vai acontecer
Donald Trump e sua Mar-a-Lago: se depender dos vizinhos dele lá, sua mudança para o local não vai acontecer || Créditos: Reprodução

O povo que vive nos arredores de Mar-a-Lago, a famosa residência clube de Donald Trump em Palm Beach, na Flórida, que se tornou point de milionários no começo da presidência dele, não está nem um pouco animado com a possibilidade de ter o futuro ex-presidente dos Estados Unidos como seu vizinho em tempo integral – e, por consequência, com a movimentação que isso resultaria em sua calma rotina. Trump, é claro, já deu vários sinais de que pretende se mudar definitivamente para o local tão logo sua “temporada” na Casa Branca chegue ao fim, em 20 de janeiro, uma vez que a Flórida é um dos estados americanos nos quais o republicano ainda conta com bases sólidas de apoiadores dos mais fiéis.

Mas, aparentemente, aqueles que moram no entorno da propriedade – que seu dono costuma chamar de “Casa Branca de Inverno”, já que é para lá que ele costuma ir quando fica muito frio em Washington – não estão entre esses apoiadores. Tanto que eles enviaram uma carta para o Serviço Secreto dos EUA nessa terça-feira na qual expressaram seu descontentamento com a  iminente chegada do atual chefe do executivo americano, e aproveitaram para lembrá-lo de um acordo assinado no começo dos anos 1990 no qual o político, então apenas um desenvolver imobiliário, se comprometeu a jamais tornar Mar-a-Lago seu endereço fixo.

Desde aquela época, Trump já era seguido por paparazzi e espalhava o caos por onde passava. Mas sua ascensão ao cargo mais importante do mundo, que tem como efeito colateral a presença constante de agentes do Serviço Secreto ao redor de quem o conquista, só fez aumentar essa aglomeração permanente. Daí o descontentamento dos “palm beachers” de ontem e de hoje diante da ideia de tê-lo em sua “quebrada de luxo” para sempre. A Casa Branca, aliás, ainda não se manifestou sobre a tal carta, enquanto a Trump Organization (que cuida dos negócios de Trump) limitou-se a dizer em nota que não há nada que impeça seu chefe de morar em Mar-a-Lago.

Como Glamurama contou nos últimos dias, a primeira-dama Melania Trump andou visitando recentemente um colégio perto de Palm Beach no qual estaria pensando em matricular o único herdeiro que tem com Trump, Barron Trump. Já Ivanka Trump e Jared Kushner, a filha mais famosa do presidente-bilionário e o marido dela, também estariam pensando em se mudar de uma vez por todas para a Flórida, mais especificamente para Miami, onde compraram um terreno de US$ 31 milhões dias atrás d no qual pretendem erguer uma casa dos sonhos para, se tiverem sorte, receber seus novos vizinhos ricos dispostos a fazerem vista grossa para sua polêmica passagem pelo centro do poder mundial. (Por Anderson Antunes)