22.01.2020  /  16:05

Vinicius de Moraes, Marisa Monte, Tom Jobim… Blue Note tem programação cheia de homenagens

Blue Note tem semana cheia de homenagens na programação ||Créditos: Divulgação

Alerta para música da melhor qualidade no palco do Blue Note esta semana! A agenda do club, reduto do jazz em São Paulo, está recheada de atrações.  Os ingressos estão disponíveis no site do Blue Note e também são vendidos diretamente na casa. Se liga!

21/01 – 20h – Thiago Pethit – Mal dos Trópicos

Uma das vozes mais potentes da música no Brasil, Thiago Pethit lança o seu aguardado quarto disco “Mal dos Trópicos (Queda e Ascensão de Orfeu da Consolação)”. O disco é inspirado em clássicos do jazz, nas composições eruditas de Villa-Lobos, nas batidas do trip hop e nas poesias do paulistano Roberto Piva, poeta maldito dos anos 70/80. O resultado você pode conferir no Blue Note com canções atmosféricas, de clima cinematográfico, e, ainda assim, profundamente brasileiras. Com Marcelo Jaffé (viola), Zé Manoel (piano) Maria Beraldo (clarinete), Marina Beraldo Bastos (flauta) e Badé (percussão).

22/01 – 20h e 22h30 – Yamandu Costa convida Cainã Cavalcante

O violonista e compositor Yamandu Costa é uma referência mundial na interpretação da nossa música, a qual domina e recria a cada performance, inclusive em suas composições. Para esse show, ele convida Cainã Cavalcante no violão.

23/01 – 20h – Amanda Maria canta Marisa Monte

Marisa Monte é uma das maiores cantoras brasileiras da atualidade. Nessa noite, os clássicos da sua carreira serão interpretados pela cantora e compositora Amanda Maria, talentosa representante da nova safra de cantoras brasileiras, dona de apurados recursos técnicos, interpretações cheias de emoção e um suíngue genuinamente brasileiro. Com Ananda Maria (voz), Sidney Ferraz (piano) e Eduardo Belloni (violão).

23/01 – 22h30 – Ava Rocha – Redux

Ava Rocha é cantora, compositora e cineasta carioca, filha do emblemático cineasta Glauber Rocha. Compôs, gravou e cantou também em trabalhos de outros artistas, como Jards Macalé e Adriana Calcanhoto. Neste show, apresenta um repertório dos seus 3 discos de estúdio: Diurno, Ava Patrya Yndia Yracema e Trança, além de composições suas para outros artistas.

24/01 – 20h – Sexteto Sucupira

O som do Sexteto Sucupira pode ser visto como uma viagem musical pelas melodias do mundo tendo o Brasil como ponto de partida. O grupo brinca com o vasto repertório do forró buscando conectá-lo com outras tradições, fazendo também o caminho inverso, dando à temas da música mundial uma leitura brasileira. No show Forró Jazz Cigano Tropical, o Sexteto Sucupira apresenta músicas que remetem às heranças culturais ibéricas, africanas, orientais e indígenas, incorporando também influências da música caribenha e do jazz.

24/01 – 22h30 – Tributo a Eric Clapton com Big Gilson e banda

Considerado por muitos o maior guitarrista de todos os tempos, Eric Clapton sempre teve suas raízes ligadas ao Blues, embora seu estilo tenha variado bastante durante sua vasta carreira. Esse show de tributo promete percorrer diversas etapas da carreira de “Slowhand”, desde sua fase com John Mayall & Bluesbrakers, Cream, Blind Faith, até as composições mais recentes, incluindo “Key to the Highway”, “I shot the Sheriff” e “Cocaína”. Com Big Gilson (guitarra), Charles Zanol-lead (vocal), All Pratt (piano e hammond), Cesar Lago (baixo) e Gil Eduardo (bateria).

25/01 – 20h – Chansong – Homenagem a Tom Jobim e Michel Legrand

Jobim & Legrand – Um vértice significativo, comum aos dois compositores, é o fato de serem músicos atípicos, inquietos e versáteis. O repertório promove a audição de clássicos como “Verão de 42” ou “You Must Believe in Spring” (do filme “Les Demoiselles de Rochefort”) de Legrand a pérolas jobineanas como “Surfboard”, “Águas de Março” e “Chega de Saudade”. O show idealizado pelo quarteto Valerie Lu, Lucynha Lima, Kiko Continentino e Marcello Ferreira, contará, com a sonoridade de quatro vozes, piano, violão e percussão.

25/01 – 22h30 – Mariana de Moraes canta Vinicius de Moraes

Mariana é neta de Vinicius de Moraes, e apesar de ter começado a carreira como atriz, seu caminho para a música parecia mesmo inevitável. Já em sua primeira aparição no cinema, em 1984, revelou seu grande talento musical ao cantar com Bebel Gilberto a canção “Smile” (Charles Chaplin). Desde então, Mariana ganhou destaque tanto pelo perfeito domínio de sua bela voz quanto pelo refinado trabalho de pesquisa que envolve seus álbuns. Ela sobe ao nosso palco do Blue Note para apresentar seu quinto CD, “Brisa do Mar”, no qual transita pelo chorinho, samba, bossa nova e MPB através de composições de Pixinguinha, Tom Jobim, Carlos Lyra, Vinicius de Moraes, João Donato, Moacir Santos, Rosa Passos, Gilberto Gil e Djavan.

26/01 – 14h30 – Sampalhaças – O Baile do Riso

As Sampalhaças sobe ao palco para apresentar o seu primeiro show “O Baile do Riso”, serão nove palhaças com seus instrumentos musicais, gagues e graças e que levaram ao público além de músicas, pequenas cenas e coreografias. O repertório é variado, fruto de uma pesquisa que recupera canções particulares da história de cada palhaça, além de músicas da cultura popular e também criações autorais, criando um entrelaçamento poético que parte dos universos individuais para atingir o coletivo. Um baile pra dançar e também para rir. Livre para todas as idades, gostos e humores!