23.11.2016  /  14:44

Vestir ou não Melania Trump é a polêmica da vez entre estilistas dos EUA

cine-tommy-nota
Tommy Hilfiger no palco do gala beneficente Angel Ball 2016 e Sophie Theallet no fim de um de seus desfiles, ambos em Nova York|| Créditos: Getty Images

Vestir ou não vestir Melania Trump? Com o fim das eleições nos Estados Unidos, que elegeram Donald Trump como o próximo presidente do país, esta é a questão que está pegando entre os estilistas americanos. Na última semana, a questão virou polêmica e ganhou força com pronunciamento escrito por Sophie Theallet, estilista francesa baseada em Nova York e que tem Michelle Obama entre suas clientes, propondo um boicote à futura primeira-dama dos EUA.

“Como alguém que celebra e luta pela diversidade, liberdade individual e respeito por todos os estilos de vida, eu não vou vestir ou me associar a nada relacionado à próxima primeira-dama. A retórica de racismo, do sexismo e da xenofobia desencadeadas na campanha presidencial de seu marido são incompatíveis com os valores compartilhados com que vivemos”, escreveu ela (leia abaixo).

Do outro lado da moeda está Tommy Hilfigher, um dos primeiros a se manifestar sobre o boicote proposto por Sophie. Em entrevista ao portal “WWD” sobre o assunto, o estilista deixou clara sua posição contrária: “Acho que a Melania é uma mulher muito bonita e acho que qualquer estilista deveria se orgulhar de vesti-la”. Sobre Ivanka, que tem uma marca de roupas que leva seu nome, completou: “Ivanka é igualmente bonita e inteligente, embora use suas próprias roupas. Não acho que as pessoas devem se tornar políticas quanto a isso. Todo mundo ficava muito feliz em vestir Michelle [Obama] também. Acho que elas ficam lindas nas roupas”. E aí, glamurette?

93242245
Melania Trump || Créditos: Getty Images