09.09.2020  /  10:48

Vestido ‘reciclado’ usado pela princesa Beatrice em seu casamento ganhará exposição

A rainha com o vestido, em 1961, e Bea e Edoardo em seu grande dia || Créditos: Reprodução

O vestido usado pela princesa Beatrice em seu casamento com o italiano Edoardo Mapelli Mozzi, em meados de julho e quase que às escondidas por causa da pandemia, será exibido ao público em breve no Castelo de Windsor, uma das residências oficiais da rainha Elizabeth II na Inglaterra, localizada não muito distante da capital Londres. A peça desenhada por Norman Hartnell, aliás, foi originalmente usada pela monarca em um jantar de estado realizado em Roma em 1961, e adaptada para a silhueta da neta dela por Angela Kelly, que cuida do closet de Sua Majestade, com a ajuda do designer britânico Stewart Parvin.

É tradição no Reino Unido que os vestidos usados por noivas em casamentos reais sejam expostos ao público pouco tempo depois de seu grande dia, e no caso da mostra dedicada ao de Beatrice – que também incluirá uma réplica do buquê que ela carregou na ocasião – sua duração será entre o próximo dia 23 e 22 de novembro. Em tempo: entrou para a história o comentário de Elizabeth II ao marcar presença na abertura da exposição do vestido de noiva de Kate Middleton, em 2011, que foi pendurado em uma estrutura e iluminado com uma luz branca. “Que coisa mais macabra!”, a chefe da Casa Real de Windsor disse assim que o avistou.

Como Glamurama contou na ocasião, Beatrice e Edoardo subiram ao altar na capela do Castelo de Windsor sob os olhares de apenas alguns familiares, todos devidamente distanciados uns dos outros e usando máscaras. Aconselhada por seus assessores mais próximos, a rainha também ordenou que o pai de Bea, o encrencado príncipe Andrew, não marcasse presença na foto oficial do casório por causa do envolvimento de seu filho favorito no escândalo Jeffrey Epstein. (Por Anderson Antunes)

A peça sendo preparada para a exposição, que começa no próximo dia 23 || Créditos: Reprodução