12.02.2017  /  7:26

Vera Holtz entrega para a Revista J.P sua maior conquista: “A idade”

A Lei do Amor
Vera Holtz || Foto: divulgação

Da Revista J.P de fevereiro

Versatilidade define a atriz: da vilã do horário nobre como Magnólia, em A Lei do Amor, ela chega em breve ao cinema como uma dona de boate lésbica em “Berenice Procura” e bomba cada vez mais no Instagram, onde publica fotos suas irreverentes, meio surrealistas até, muitas vezes com algo na cabeleira branca. Pode ser uma melancia, um ferro de passar ou uma baguete. É tão inusitado que ela já está alcançando 1 milhão de seguidores na rede.

Revista J.P: Cabelo branco é o novo preto?
Vera Holtz: Sem etiquetas!

Revista J.P: Qual a sua maior conquista?
Vera Holtz: A minha idade, conseguir sobreviver.

Revista J.P: O seu atual estado de espírito.
Vera Holtz: “Magnoliável.”

Revista J.P: A personagem que mais marcou?
Vera Holtz: Todas deixam leves marcas: físicas, emocionais ou espirituais.

Revista J.P: Tem algum talento secreto?
Vera Holtz: Muitos… (risos)

Revista J.P: O seu assunto favorito atualmente é…
Vera Holtz: Amo falar sobre as artes, sempre.

Revista J.P: E o seu livro de cabeceira?
Vera Holtz: Atlas do Corpo e da Imaginação, de Gonçalo M. Tavares.

Revista J.P: Uma lembrança de infância?
Vera Holtz: Tatuí, Pereiras, Sorocaba, Mongaguá.

Revista J.P: O que ninguém sabe sobre você?
Vera Holtz: O próximo passo.

Revista J.P: Um tabu a ser superado?
Vera Holtz: A essa altura do campeonato?

Revista J.P: Seu maior medo?
Vera Holtz: Tenho medo da minha imaginação.

Revista J.P: Se você fosse um animal…
Vera Holtz: Seria cada dia um… (risos)

Revista J.P: O mundo anda muito literal?
Vera Holtz: Às vezes pode parecer meio chato, mas jamais me rendo.

Revista J.P: Alguma previsão para 2017?
Vera Holtz: Apenas esperança.

Revista J.P: Uma dica pra melhorar o mundo…
Vera Holtz: “Melhoremos!”

Revista J.P: O que ainda precisa de um descarrego?
Vera Holtz: Haja incenso e sal grosso! Tantas coisas e “coisos”.

Revista J.P: Um brinquedo erótico?
Vera Holtz: Smartphone!

Revista J.P: Vale tudo no amor?
Vera Holtz: Depende do contrato.

Revista J.P: TV ou internet?
Vera Holtz: Os dois. Cada um com suas especificidades. E temos a Vera das redes e a Vera da TV, dois tipos bem distintos.

Revista J.P: Quem passa vergonha na internet?
Vera Holtz: Tem curtidores para tudo.

Revista J.P: Qual o fundo de tela do seu celular?
Vera Holtz: As Quatro Irmãs, o documentário que eu produzi com o Evaldo Mocarzel.

Revista J.P: Manda nudes?
Vera Holtz: Gosto do som e ritmo do teclar!

Revista J.P: Qual aplicativo não dá pra ficar sem?
Vera Holtz: Waze.

Revista J.P: O que faz pra recarregar sua bateria?
Vera Holtz: Entro em processo de criação.

Revista J.P: Você mesma tem as ideias de todas as fotos do seu Instagram?
Vera Holtz: Sim. Renato fotografa. Evaldo conceitua. Marcos publica.

Revista J.P: Sua melhor lembrança de Carnaval?
Vera Holtz: Salve Salvador!

Revista J.P: Qual sua fantasia pra este ano?
Vera Holtz: Surpresa.