05.03.2013  /  13:41

Vem à tona mais um capítulo sobre a morte de Michael Jackson

Bomba em Hollywood! A CNN teve acesso a uma série de e-mails que teriam sido supostamente enviados por Paul Gongaware – presidente da gigante AEG, uma das maiores produtoras de shows do mundo – para Kenny Ortega, responsável pela direção da turnê “This Is It”, que seria estrelada por Michael Jackson.

A AEG era a grande parceira do rei do pop na turnê, que teria início em Londres e deveria render dezenas de milhões de dólares para ambos. Já no e-mail divulgado pela CNN, Gongaware articula com Ortega um plano para pressionar o doutor Conrad Murray, o médico particular de Jackson, a medicar o cantor com o intuito de que ele não sentisse o cansaço causado pelos ensaios para os shows da turnê.

Murray, que não estava disposto a perder o salário mensal de US$ 150 mil que recebia da AEG, acabou cedendo às pressões. “Gostaríamos de lembrar o senhor Murray que é a AEG, e não Michael Jackson, que paga o salário dele. E esperamos que ele faça o que é esperado dele”, teria escrito Gongaware em um dos e-mails, que serão anexados ao processo movido pelos filhos e pela mãe de Jackson contra a produtora.