21.02.2020  /  12:56

Vaquinha online criada para ajudar garoto que pediu para se matar depois de sofrer bullying arrecada mais de R$ 1 mi

Quaden Bayles no vídeo que viralizou || Créditos: Reprodução

Uma vaquinha virtual criada há menos de 24 horas para ajudar Quaden Bayles a realizar seu sonho de ir para Disneylândia já arrecadou mais de US$ 233 mil (R$ 1,02 milhão) em doações. Bayles, de 9 anos, ficou famoso na internet nessa semana ao aparecer em um vídeo no qual chora copiosamente depois de sofrer bullying na escola. “Eu quero me esfaquear no peito”, o garoto diz no filminho gravado pela mãe dele, antes de pedir uma corda para se enforcar ou que alguém o mate.

A reação de Bayles, que mora na Austrália e sofre de nanismo, comoveu internautas do mundo inteiro (até Hugh Jackman, que mandou um alô pro novo herói das redes pelo Twitter), e levou o americano Brad Williams a criar a campanha virtual para ajudá-lo a visitar o parque de diversões mais famoso dos Estados Unidos. “Quero mostrar a ele também que ainda existem pessoas boas no mundo”, Williams escreveu na descrição da página que criou no site “GoFundMe.com”.

Mãe de Bayles, Yarraka Bayles tem dito nas várias entrevistas que tem concedido que optou por compartilhar o sofrimento de seu filho em um post que fez no Facebook na última terça-feira por dois motivos: por causa do desespero que sente por não saber mais o que fazer para evitar que o ataquem pela aparência física, mas também pra alertar as pessoas sobre as consequências do bullying. Até agora, o vídeo dela já foi visto mais de 20 milhões de vezes. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o vídeo postado pela mãe do garoto no Face e de Jackman no Twitter: “Você tem um amigo aqui”, disse o ator:

This is the impacts of bullying! I seriously don’t know what else to do! ?

Publicado por Yarraka Bayles em Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020